Guedes planeja pagar bônus a desempregado que participar de programa de capacitação

Para reduzir o número de desempregados no país, o governo prepara um programa para qualificar e treinar principalmente jovens que nem estudam nem trabalham, os chamados nem-nem.

Batizado de Bônus de Inclusão Produtiva (BIP), o mecanismo deverá pagar um valor estimado entre R$ 200 e R$ 300 para quem fizer um curso preparatório para o mercado de trabalho. A medida foi antecipada ao GLOBO pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que também não descarta a prorrogação do auxílio emergencial.

De acordo com o ministro, as empresas irão treinar os beneficiários do programa do BIP. Uma delas, segundo ele, seria a companhia de tecnologia Microsoft, que já doou cinco milhões de cursos.

— Da mesma forma que você dá R$ 200 para uma pessoa que está inabilitada para receber o Bolsa Família, por que não pode dar R$ 200 ou R$ 300 para um jovem nem-nem? Ele nem é estudante nem tem emprego. É um dos invisíveis. Por que eu não posso dar R$ 200 ou R$ 300? Estou pagando para uma empresa treiná-lo. Eu vou dar R$ 300 — explicou o ministro.

Segundo Guedes, não haverá contrapartida das empresas. O ministro não informou qual seria a fonte dos recursos. O aperto nas contas públicas foi uma das razões para que a nova rodada do auxílio emergencial este ano tivesse um valor menor e com menos benefíciários do que foi concedido em 2020.

Guedes lembrou que o governo já tem mais de 60 milhões de beneficiários que foram cadastrados no programa de auxílio emergencial durante a pandemia, incluindo trabalhadores informais.

— Então você é um jovem, de uma família pobre, sem recursos, e ao mesmo tempo não está estudando nem trabalhando. Então, toma aqui R$ 300. Agora, vai ter que bater ponto e ser treinado para ser servente de pedreiro, mecânico. É uma oportunidade — acrescentou.

“Primeiros passos”

O ministro da Economia defendeu que essas pessoas sejam ajudadas para tomar seus “primeiros passos” rumo ao mercado de trabalho.

— Ele (jovem) não consegue emprego com salário mínimo. Ele é a vítima da nossa legislação trabalhista. Vamos dar o dinheiro para você ser incluído produtivamente. Não é só a inclusão social como dependente do Estado. Queremos valorizar a dignidade do trabalho. Eles não eram reconhecidos em nada. Vamos começar com o BIP e depois evoluir para a Carteira Verde-Amarela — disse o ministro, que planeja concentrar os esforços de sua pasta na redução da taxa de desemprego no país.

A chamada Carteira Verde-Amarela é um plano antigo de Guedes por meio do qual pretende flexibilizar a legislação trabalhista. O ministro, porém, não explicou como o programa seria financiado.

Perguntado sobre a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial, o ministro não descartou a medida e afirmou que já foram reservados recursos para a extensão do benefício, se for necessário.

— Isso pode acontecer (a prorrogação da nova rodada do auxílio). Tem recursos já separados para isso. O que a gente sabe é que quando ele acabar, ele tem que aterrissar no Bolsa Família mais robusto e permanente. Tem que ser bem financiado.

O Globo

Internet mais rápida: Maior leilão da história trará o 5G ao Brasil

Muito mais do que uma internet mais rápida, a tecnologia 5G, que deverá chegar ao Brasil até o fim do ano, irá revolucionar toda a sociedade e os meios produtivos. “Não se trata de mais um G e sim de um guarda-chuva que envolve e potencializa outras tecnologias”, afirma o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo Euler de Moraes, em entrevista ao programa Brasil em Pauta que vai ao ar neste domingo 2, às 19h30, na TV Brasil.

De acordo com Moraes, a tecnologia 5G será a catalisadora de outras tecnologias como a Internet das Coisas, inteligência artificial, robótica, inteligência mista e aumentada. Tudo graças à sua baixa latência, que é o tempo que os dados demoram para trafegar. “No caso do 5G, esse tempo é menor do que um piscar de olhos”.

O edital do leilão 5G está no Tribunal de Contas da União (TCU) para análise e deve ser lançado até o fim deste ano. “Vamos liberar a outorga do direito de uso da frequência, que são essas vias por onde os sinais trafegam”, diz o presidente da Anatel.

Segundo ele, esse não será um leilão arrecadatório. Isso porque além da implantação do 5G, as empresas terão compromissos de investimentos como a cobertura de internet em estradas brasileiras e em localidades que ainda não contam com internet nenhuma. “Espera-se que, em 20 anos, sejam de mais de R$ 40 bilhões em investimentos”, diz.

COVID: proporção de pessoas com mais de 70 anos cai nas UTIs do país; por outro lado, há um processo de rejuvenescimento da pandemia no Brasil

A pandemia de Covid-19 no Brasil continua grave, mas já apresenta sinais de melhora. Essa semana, pela primeira vez no ano, a taxa de transmissão da doença, chamada Rt, ficou abaixo de 1, o que indica desaceleração. No dia 24 de abril, houve, também pela primeira vez, queda real na curva de novos óbitos pela doença. Além disso, um levantamento da Fiocruz aponta diminuição na proporção de idosos com idade a partir de 70 anos internados em unidades de terapia intensiva no país.

De acordo com a última edição do Boletim Observatório Covid-19 Fiocruz, na primeira semana epidemiológica do ano (3 a 9 de janeiro), a proporção de pacientes com mais de 70 anos internados em leitos de UTI foi de 47,26%. Na semana epidemiológica 14 (4 a 10 abril), esta proporção foi de apenas 27,89%.

Houve desaceleração em todas as faixas etárias acima de 70 anos , sendo as mais substanciais de 80 a 89 anos (-62,69%) e a partir de 90 anos (-72,52%). Os pesquisadores não apontam um motivo para a queda, mas a vacinação contra a Covid-19 parece ter ajudado.

“Até o fechamento da semana epidemiológica 14, na grande maioria das grandes cidades brasileiras a vacinação já havia alcançado fase cuja faixa etária coberta com pelo menos a primeira dose era de pelo menos 70 anos”, escreveram os pesquisadores.

Rejuvenescimento

Em contrapartida, há um processo de rejuvenescimento da pandemia no Brasil. A semana epidemiológica 14 apresenta idade média dos casos internados de 57,68 anos, versus 62,35 anos na semana epidemiológica 1. Para óbito, os valores foram 64,62 anos versus 71,56 anos, respectivamente.

A demanda de leitos de UTI por adultos entre 20 a 29 anos aumentou 92,79% nesse período. De 30 a 39 anos, 79,94% e 40 a 49 anos, 74,57%. Com relação à distribuição dos casos e óbitos por faixa etária, o aumento global, para todas as idades, entre janeiro e meados de abril foi de 642,80%. Porém, enquanto as faixas etárias de 20 a 69 anos, mantiveram aumento superior ao global, naquelas de 70 até acima de 90, o crescimento foi inferior. A mesma característica foi observada nos óbitos.

“Desde o início do ano está se configurando uma modificação no perfil etário das hospitalizações por Covid-19, com um aumento de pessoas de pessoas jovens e redução de pessoas mais velhas. Acredito que uma parte disso pode ser creditada aos efeitos positivos da vacinação. Por outro, o aumento da população mais jovem afetada pode estar associado a diversos fatores, incluindo a variante P1, o colapso no sistema de saúde e o fato de essas pessoas estarem mais exposta, enquanto os mais velhos estão mais resguardados”, explica à VEJA a pesquisadora sênior da Fiocruz, Margareth Portela, membro do Observatório Covid-19 Fiocruz.

Vale lembrar que a manutenção dos cuidados preventivos, como uso de máscaras, distanciamento social, não aglomerar e higienização constante das mãos, é fundamental para que os índices continuem melhorando e o país não enfrente uma nova onda da pandemia.

Veja

Homem de 30 anos morre de Covid-19 no dia em que se casaria

A Covid-19 tirou a vida de Bruno Silva, de apenas 30 anos, no dia em que ele realizaria seu maior sonho: o casamento com a noiva Beatriz Miranda. Ele morreu em Assis (SP), no último dia 17.

De acordo com Beatriz, todos da família contraíram o novo coronavírus, mas apenas Bruno teve seu quadro clínico complicado. Ele chegou a ter 85% do pulmão comprometido pela infecção. As informações são do portal G1.

Publicitário, Bruno Silva trabalhou em regime de teletrabalho quando soube que estava infectado. Porém, em 30 de março, ele procurou a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Assis com dores no corpo e falta de ar.

No dia seguinte, os profissionais de saúde encaminharam Bruno para o Hospital Regional de Assis. Uma tomografia constatou 50% do pulmão já comprometido, um estado grave da doença.

O publicitário ficou 10 dias na enfermaria da unidade de saúde. Depois, seguiu para a UTI, onde ficou por uma semana e perdeu a vida.

Durante esse tempo, Bruno não tirou a aliança do dedo em nenhum momento, contou a noiva ao G1, com base em relatos das enfermeiras.

“Ele foi para a UTI depois de 10 dias, porque a saturação estava abaixando. Conseguimos uma vaga, ele ficou uma semana e depois fez uma nova tomografia, que detectou que ele estava com 85% do pulmão comprometido, dois dias antes de falecer. Ele foi intubado na quinta-feira, dia 15, às 9h. Mesmo com a máscara VNI, ele não conseguia respirar, e faleceu no dia 17, sábado”, diz a noiva.

A mãe de Bruno, Ivani Aparecida, afirma que o filho não conseguia falar nos últimos dias de vida. Portanto, ele conversava com a família apenas por emojis. Deixava claro o desejo de se casar.

Além da noiva Beatriz Miranda e dos pais, Bruno deixou dois filhos: Nicolas, de 7; e Miguel, de 4.

“Fizemos o pré-wedding e um vídeo com um depoimento um para o outro e eu fiquei emocionada com a empolgação dele com o casamento e ele falando o que esperava. A data escolhida foi no dia 17, porque no dia 18 completamos 11 anos e ele citou isso no vídeo até. Uma enfermeira da UTI do Regional me disse que ele não deixou tirar a aliança em momento algum”, diz Beatriz.

Para tocar a vida, a noiva afirma que procurou ajuda psicológica. Foi ela quem contou para os filhos dele que Bruno “virou estrelinha”.

O impacto é ainda maior porque a família já havia perdido a avó de Bruno para a COVID-19 em fevereiro último.

“Eu fui atrás de ajuda psicológica. Eu tento manter o Bruno sempre presente, dizendo que o papai está aqui. Eles já estavam conformados com a bisa ter ido para o céu, ter ‘virado estrelinha’ e eu não conseguia dar a notícia. Só depois de quatro dias eu consegui conversar e dizer que o papai ‘virou estrelinha’ e que ele estava aqui com a gente.”

Estado de Minas

RN recebe nova carga com 5,8 mil doses de CoronaVac; Mais 101.750 doses da AstraZeneca/Fiocruz devem chegar no domingo (2)

O Rio Grande do Norte recebeu neste sábado (01), uma nova leva de vacinas, com 5.800 doses da Coronavac/Butantan, que devem ser utilizadas como segunda dose (D2). Há também a previsão de chegada, neste domingo (02), de 101.750 doses da Astrazeneca/Fiocruz, totalizando 107.550 novos imunizantes para a campanha do RN. Com esse novo lote, o RN chega a 1.074.090 doses de vacinas contra o novo coronavírus recebidas

De acordo com a orientação do Ministério da Saúde, as vacinas Astrazeneca/Fiocruz serão destinadas a 1ª doses para o novo público (comorbidades, gestantes e pérpueras, pessoas com deficiência permanente), além da continuidade da vacinação para idosos entre 60 a 64 anos. Já o novo lote de Coronavac terá o objetivo de atender com 2ª doses os profissionais da saúde e da segurança pública.

O ministério orienta ainda, com base na nota técnica Nº 467/2021, que nesta fase nova sejam vacinados proporcionalmente, de acordo com o quantitativo de doses disponibilizado, pessoas com Síndrome de Down, com doença renal crônica em terapia de substuição renal (diálise), gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas de 55 a 59 anos com comorbidades e pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

O monitoramento da plataforma RN + Vacina, aponta que até às 17h deste sábado (01) mais 732.706 mil doses das vacinas contra Covid-19 foram aplicadas nos 167 municípios potiguares.

BG – Foto: Elisa Elsie

RUY BARBOSA: Secretaria de Educação realiza testagem rápida de Covid-19 em funcionários

A Prefeitura Municipal de Ruy Barbosa-RN, por meio da parceria entre as secretarias de saúde e educação, realiza testagem rápida de COVID-19 com os profissionais que estão no cumprimento de suas atividades em regime presencial.

O teste foi realizado nos servidores da Secretaria Municipal de Educação e Cultura- SEMEC-RB e detecta anticorpos IgM e IgG produzidos na reação imunológica do organismo à infecção.

A ação tem foco na prevenção do adoecimento e no cuidado com o servidor e faz parte do planejamento do governo municipal para identificar os casos positivos em segmentos da sociedade que atuam diretamente com a população, evitando assim, a disseminação do Coronavírus.

A iniciativa de proporcionar o teste será estendida a todas as instituições de ensino da Rede Municipal, seguindo um cronograma de planejamento da Secretaria Municipal de Saúde.


SMEC e SMS atuando juntas nas ações de planejamento, prevenção e cuidado com a saúde dos nossos servidores.

Cliente encontra rã em salada de restaurante no RN e imagem viraliza nas redes sociais

A cliente de uma rede de restaurantes encontrou uma rã em meio à salada que pediu no estabelecimento, na última quinta-feira (9), em Natal. A imagem do animal no prato ganhou as redes sociais e viralizou.

Somente no perfil da mulher, que compartilhou a cena com amigos nas redes sociais, foram mais de 5 mil visualizações e centenas de mensagens. Mas a imagem foi compartilhada por vários perfis no Rio Grande do Norte.

A estudante de publicidade Melissa Torres, de 26 anos, contou ao G1 que foi ao restaurante com o marido, o filho e um casal de amigos, com a filhinha deles, para jantar.

Junto com a amiga, ela decidiu pedir uma salada, e já estava comendo quando encontrou o animal no prato, sem vida.

“Foi bem assustador, bem nojento. Eu fiquei muito mal de madrugada. Não quis comer mais nada, fiquei de jejum praticamente 24 horas. Nunca tinha passado por isso”, contou.

Em nota, o restaurante afirmou que procurou a cliente, pediu desculpas pela situação e disse que os pratos do menu são preparados com ingredientes frescos, com rigoroso processo de seleção de fornecedores.

“Nós da Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Outback Steakhouse, informamos que lamentamos muito o ocorrido. Entramos em contato com a cliente, conversamos e a situação foi resolvida. Combinamos uma nova visita para que a consumidora possa conhecer todos os nossos procedimentos. Gostaríamos de esclarecer que todos os pratos do nosso menu são preparados diariamente pela nossa equipe, dentro do próprio restaurante, com ingredientes frescos”, afirmou a empresa, na nota.

“Temos um rigoroso processo de seleção de fornecedores para garantir o frescor dos itens. Também seguimos um rigoroso processo de higienização e controle de qualidade, o que se reflete na excelência e no alto padrão dos nossos alimentos. Em 24 anos de atuação no Brasil, temos um compromisso histórico com nossos clientes, além do compromisso com os procedimentos que buscam garantir uma excepcional experiência ao consumidor”, concluiu.

IMAGEM DA SEMANA: Os trigêmios venceram o Covid-19

Publicado no seu perfil no Instagram, escrito pela mãe dos trigêmios, Isaura Medeiros:

Hoje (1º de maio), é mais um dia de agradecer a Deus por essas bênçãos. Chegou o mês de Maria Santíssima, das mães e dos trigêmeos (Gabriel, Laura e Bisneto). Ele chegou trazendo a maior saudade que existe e nunca mais será o mesmo.

Que dias difíceis eu venho passando. Quantos choros engolidos para não preocupar, quantos nós na garganta eu tive que aguentar. Quantas vezes te pedi Deus e peço pra me fazer mais forte, pois tenho que aguentar tudo por eles. Não é fácil ter 12 pessoas na família acometidos por esse vírus, uma se foi. Deus levou nosso Pilar, levou a grande mestra e amada Tia Fábia. Ficou a saudade e as preocupações. Em uma segunda-feira tive a notícia que meus três filhos, sim os três, também tinham sido acometidos pelo vírus.

Não é fácil segurar três crianças em um isolamento. Não foi fácil ficar sem ver Vovô Chico presencialmente. Não foi fácil lidar com as perguntas. Todos os dias eu me ajoelhava escondida deles pra rezar e pedir a Deus a cura deles, no horário que eles estavam dormindo e quando chegava à noite rezávamos os cinco juntos. A vida nos pega de surpresa. Ela não avisa quando será a última vez! Por isso eu digo, faça pelos seus entes queridos enquanto estão aqui, Porque depois, depois pode ser tarde…‘ #OsTriVenceramOCovid19 #XôCorona.

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 94,2%; Seridó tem 82,5%

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 94,2%, registrada por volta das 12h45 deste sábado (01/05). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 607.

Até o momento desta publicação são 22 leitos críticos (UTI) disponíveis e 357 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 153 disponíveis e 250 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 94% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 99% e a Região Seridó tem 82,5%.

Em Barcelona/RN, a Prefeitura já contemplou mais de 400 agricultores familiares com o corte de terra

Na última quarta-feira, 28 de abril, a Prefeitura de Barcelona, através da Secretaria Municipal de Agricultura, concluiu o corte de terra 2021, que contemplou 412 agricultores familiares daquele município, com recursos próprios. No evento de encerramento, a secretaria municipal de Agricultura Auta Assunção foi representada por Nelson Lopes. Também participaram do evento, o diretor de produção vegetal, Johan Simonato, Eduardo Lopes, que representou o prefeito Fabiano, José Barreto e os coordenadores do corte de terra naquela localidade.

Fonte: Potengi News

De segunda (26) a quinta (29) São Paulo do Potengi registrou 38 novos casos de Covid-19

De segunda-feira, 26 de abril a quinta-feira, 29 de abril, segundo Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, São Paulo do Potengi, registrou 38 novos casos de Covid-19. Ate o momento da publicação dessa postagem, o Boletim dessa sexta-feira (29), não tinha sido publicado ainda.

Vale dizer que infelizmente, a pandemia ainda não acabou. Portanto ´se faz necessário que continuemos lutando por vacinação para todos, como também colocando em prática todos os protocolos de combate ao terrível e mortal vírus.

Primeira dose da vacina de Oxford/AtraZeneca já dá proteção de 76%; Entenda o motivo do intervalo de três meses para a 2ª

Diferente da CoronaVac, que tem um intervalo de 28 dias entre as doses, a vacina de Oxford/AtraZeneca permite um distanciamento maior entre a primeira e a segunda injeção: três meses. Mas qual o nível de imunidade obtido apenas com uma dose? A pessoa que for vacinada com a Oxford está segura nesse intervalo de três meses?

O infectologista da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), parceira da AstraZeneca/Oxford no Brasil, Julio Croda, explica que sim, uma dose da vacina já confere uma porcentagem alta de proteção.

“A eficácia de uma dose da AstraZeneca é bastante elevada. Uma dose da vacina já tem uma eficácia de 76%, superior a 50%, exigidos pela OMS. De 100 pessoas que tomam a vacina, 76 estarão protegidas a partir do 22º dia”, explica Croda.

Entretanto, mesmo com uma eficácia alta, é preciso completar a vacinação com a segunda dose, reforça Croda. “Após a segunda dose, a proteção aumenta. Você sai de 76% para 81% de proteção. [Receber] Uma dose já é muito bom, mas precisa da segunda. Quanto maior for sua proteção, melhor”.

O infectologista também alerta que as medidas preventivas (uso de máscaras, distanciamento social, higienização das mãos, evitar aglomerações) precisam continuar, mesmo depois de receber a primeira dose.Atualmente, o imunizante é responsável por 22% das doses aplicadas no Brasil, mas esse número tende a subir. Em maio, a Fiocruz pretende enviar 21,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.
Eficácia alta com uma dose

Em fevereiro, um estudo publicado na revista The Lancet apontou que o intervalo maior entre as doses (os três meses) resulta em uma maior eficácia do que um intervalo de seis semanas. Segundo os pesquisadores, uma dose da vacina trouxe 76% de eficácia a partir de 22 dias após a aplicação. E uma boa notícia: a proteção não reduziu ao longo dos três meses. Com a vacinação completa (duas doses), a proteção chega a 81%.

Andrew Pollard, professor da Universidade de Oxford e um dos autores do estudo, alertou que a segunda dose é necessária, já que ainda não está claro quanto tempo a proteção com uma dose pode durar.

“A longo prazo, uma segunda dose deve garantir imunidade de longa duração. Por isso, encorajamos todos que tomaram a primeira dose a tomar a segunda”, explicou Andrew Pollard, professor da Universidade de Oxford.

Diminuição na transmissão

Além de promover uma proteção alta após a primeira dose, a vacina de Oxford também pode ter a capacidade de reduzir em até 67% a transmissão do novo coronavírus.

Um outro estudo, publicado pela Public Health England (PHE), agência de saúde da Inglaterra, analisou duas vacinadas usadas no país: Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca. Segundo os pesquisadores, uma dose das vacinas é capaz de reduzir a transmissão domiciliar pela metade. A pesquisa ainda não foi publicada em revista científica.

Os pesquisadores observaram pessoas infectadas pelo coronavírus três semanas depois de tomarem uma dose e concluíram que o risco delas transmitirem o vírus para outro morador da mesma casa, que não tenha sido vacinado, cai até 49% (entre 38% e 49%).

A vacina também impede que a pessoa imunizada (em qualquer faixa etária) desenvolva infecção sintomática no início, reduzindo o risco em cerca de 60% a 65% quatro semanas após uma dose.

Cuidados devem continuar

Uma dose da vacina pode conferir uma proteção alta, mas isso não significa abandonar as medidas não farmacológicas. A pessoa imunizada deve continuar usando máscaras, deve evitar aglomerações e precisa manter a higiene das mãos.

“As medidas preventivas devem continuar. Nós ainda estamos numa elevada transmissão. Estamos com três mil óbitos diários e sabemos que muitas pessoas ainda não foram vacinadas. Além disso, temos as novas variantes. Enquanto não tivermos 80%, 90% da população vacinada, devemos manter as medidas”, alerta Croda.

Estudos ainda estão sendo feitos para comprovar que as vacinas conseguem interromper a transmissão do vírus, como já explicou a vice-diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Simão.

“A vacina é uma das ferramentas para auxiliar a passar essa fase aguda da epidemia, mas não é a única. As vacinas que temos disponíveis não comprovaram serem eficazes para a transmissão da doença. Elas são eficazes para evitar que a doença progrida para casos graves”.

G1

Brasil receberá 4 milhões de doses de vacinas do Consórcio Covax neste fim de semana

Em pronunciamento feito nesta sexta-feira (30), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a entrega de 4 milhões de doses da vacina de Oxford pelo Covax Facilty, consórcio da OMS (Organização Mundial da Saúde) que tem como o objetivo garantir o acesso igualitário dos países à imunização.

“As vacinas do Covax, que conseguimos trazer graças a ações conjuntas do Ministério da Saúde, da Opas (Organização Pan-Americana de Saúde), da OMS e da diplomacia brasileira, vai nos permitir reforçar a vacinação no país”, disse Queiroga.

Em relação à entrega, 220 mil doses devem chegar no sábado (1º), e as 3.8 milhões chegarão no domingo (2) em dois voos.

O ministro também destacou a compra de 7 milhões de medicamentos para que o procedimento de intubação, necessário em casos graves de covid-19, seja realizado.

“Em função das diminuições de novos casos e das ações do Ministério da Saúde, há uma maior tranquilidade em relação a esses insumos do ‘kit intubação’”, afirmou.

O assessor executivo da pasta, Rodrigo Cruz, disse que o anúncio oficial da compra deve ocorrer na próxima semana.

Além disso, a pasta também anunciou o lançamento de um guia para orientar os profissionais da saúde, aplicável aos serviços público e privado, durante o atendimento de pacientes internados com quadros graves de covid-19.

As diretrizes dizem respeito ao uso de oxigênio e suporte respiratório, além de orientar sobre o uso do “kit intubação” e possíveis substitutos em caso de indisponibilidade dos medicamentos.

R7

Após chuvas no interior do RN, dois açudes enchem e ‘sangram’

As chuvas que ocorreram pelo interior do RN durante esta semana trouxeram aporte hídrico para vários reservatórios estaduais. Entre os 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), os açudes, Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, e Riacho da Cruz II, localizado na cidade de mesmo nome, atingiram 100% da sua capacidade, ambos nesta quinta-feira (29) e continuam “sangrando” nesta sexta-feira (30).

O açude Passagem possui capacidade para 8.273.877 m³. Na última segunda-feira (26) estava com 6.091.316 m³, correspondentes a 73,62% do seu volume total. Já o reservatório Riacho da Cruz II possui capacidade para 9.604.200 m³ e estava com 7.790.232 m³, que correspondiam a 81,11% do seu volume total no início da semana.

Outro reservatório que continua vertendo águas é o açude municipal de Encanto, que possui capacidade para 5.192.538 m³. Ele sangrou pela primeira vez este ano, no dia 30 de março.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, continua recebendo aporte hídrico e acumula 1.313.212.384 m³, equivalentes a 55,34% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Na última segunda-feira, o manancial estava com 1.294.250.907 m³, percentualmente, 54,54% do seu volume total.

A segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi, também recebeu águas e acumula 178.921.150 m³, correspondentes a 29,83% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No início da semana o reservatório estava com 168.662.820 m³, equivalentes a 28,12% do seu volume total.

Pela primeira vez na quadra chuvosa deste ano, a barragem Umari, localizada em Upanema, apresenta melhora de volume, embora ainda pequena, em relação ao relatório anterior divulgado pelo Igarn. Ela acumula 198.840.187 m³, percentualmente, 67,91% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No início da semana o manancial estava com 198.628.627 m³, equivalentes a 67,83% do seu volume total.

O reservatório Rodeador, localizado em Umarizal, acumula 12.855.304 m³, equivalentes a 60,06% da sua capacidade total, que é de 21.403.850 m³. No dia 26 de abril, o manancial estava com 12.215.126 m³, correspondentes a 57,07% do seu volume total.

O açude Santana, também conhecido como Gangorra, localizado em Rafael Fernandes, acumula 5.810.000 m³, percentualmente, 83% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. Na última segunda-feira estava com 5.623.333 m³, correspondentes a 80,33% do seu volume total.

O açude Morcego, localizado em Campo Grande, acumula 3.511.898 m³, equivalentes a 52,35% da sua capacidade total, que é de 6.708.331 m³. No dia 26 de abril, o manancial estava com 3.416.296 m³, percentualmente, 50,93% do seu volume total.

O açude Pataxó, localizado em Ipanguaçu, acumula 7.131.625 m³, equivalentes a 47,49% da sua capacidade total, que é de 15.017.379 m³. No início da semana, o reservatório estava com 6.949.621 m³, correspondentes a 46,28% do seu volume total.

As reservas hídricas superficiais totais do RN atualmente somam 1.979.033.003 m³, equivalentes a 45,22% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. Na última segunda-feira o acumulado era de 1.941.755.222 m³, percentualmente, 44,36% do seu volume total.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn, que continuam com volumes inferiores a 10% da sua capacidade, são: Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, que está com 6,44%; Itans, localizado em Caicó, que está com 4,08% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, que está com 0,97% da sua capacidade.

Os reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do RN, que permanecem secos, são: Inharé, localizado em Santa Cruz, e Trairi, localizado em Tangará.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, que abastece parte da zona norte de Natal, está com 10.983.122 m³, correspondentes a 99,67% da sua capacidade, que é de 11.019.525 m³. Até segunda-feira passada, o manancial estava com 100% do seu volume.

A lagoa do Bonfim, que abastece a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.063.950 m³, equivalentes a 49,92% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. No dia 26 de abril, o manancial estava com 41.964.430 m³, percentualmente, 49,80% do seu volume total.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 10.007.070 m³, correspondentes a 90,36% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. No início da semana, ela estava com 9.854.618 m³, percentualmente, 88,98% do seu volume total.

COVID: Brasil registra 2.595 óbitos e 68 mil novos casos nas últimas 24h

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (30):

– O país registrou 2.595 óbitos nas últimas 24h, totalizando 403.781 mortes;

– Foram 68.333 novos casos de coronavírus registrados, no total 14.659.011 milhões pessoas já foram infectadas.

Aviso: Devido ao toque de recolher, a missa neste sábado (1º), na Matriz de São Paulo, será às 14 horas

Aviso: Em virtude do toque de recolher aos domingos e feriados conforme os decretos em vigor de combate ao coronavírus: Comunicamos a todos que a Santa Missa neste sábado, 1º de maio (feriado nacional) será celebrada às 14 horas na Matriz de São Paulo Apóstolo, em nossa cidade. Obrigado pela compreensão. A Missa será transmitida ao vivo pelas redes sociais da Paróquia.

Paróquia de São Paulo Apóstolo

Chove bem em São Paulo do Potengi

Tarde de sexta-feira, 30 de abril, chovendo bem em São Paulo do Potengi, dando para se ouvir bem o som da chuva no telhado e o cântico das biqueiras. O tempo está nublado na região. Segundo a experiência do homem do campo, chovendo no último dia do mês é um ótimo sinal de que o próximo mês será de bom inverno.

Um público regular participou da feira de São Paulo do Potengi, nesta sexta (30)

Segundo informações que chegaram a nossa redação, a feira semanal de São Paulo do Potengi, realizada excepcionalmente nesta sexta-feira, 30 de abril, devido o feriado nacional do trabalhador, que ocorrerá neste sábado, 1º de maio, contou com a participação de um número regular de feirantes. A maioria dos feirantes estavam usando máscara. Infelizmente, num verdadeiro mau exemplo, pessoas foram vistas trafegando pela feira, sem o uso do equipamento. Foto: TV UP

Barragem Santa Cruz do Apodi, no RN, continua recebendo água

Com as últimas chuvas, a Barragem Santa Cruz do Apodi, no Rio Grande do Norte, com capacidade para 599.712.000 m³, acumula 178.747.280 m³, 29,80% do seu volume total.

No último relatório do dia 26/04 o manancial estava com 168.662.820 m³, o que correspondia a 28,12% do seu volume total.

A Barragem acumulou quais 10.000.000 m³ neste últimos 4 dias e segue recebendo um bom volume de água.

Pelo menos 44 pessoas morreram pisoteadas num Festival em Israel

Pelo menos 44 pessoas morreram e mais de 150 ficaram feridas, nesta quinta-feira (29), após serem esmagadas durante uma confusão em um festival religioso ultra ortodoxo com mais de 100 mil participantes perto do Monte Meron, na Galileia, no norte de Israel. O acidente aconteceu pouco depois da meia-noite de sexta-feira no horário local (18h no horário de Brasília).

As informações da imprensa local revelam que aconteceu um corre-corre em massa durante o festival do Lag B’Omer, mas um vídeo que mostra os socorristas retirando feridos indica que o acidente pode ter acontecido após o desabamento de uma das arquibancadas.

Segundo o jornal Times Of Israel, pelo menos 20 pessoas foram levadas para hospitais da região em estado grave. Os responsáveis pelo resgate afirmaram que a superlotação do local contribuiu para o elevado número de mortes.

O primeiro ministro Benjamin Netanyahu se manifestou e classificou o acidente como “um desastre terrível” e que “todos estão orando para a recuperação dos feridos”.

R7- Foto: reprodução twitter