Após longo dia de cerimônias e homenagens, rainha Elizabeth II é sepultada em Windsor

Foto: Alkis Konstantinidis/Pool/REUTERS

Foram 11 dias de adeus até que, nesta segunda-feira, o corpo de Elizabeth II, morta aos 96 anos, foi finalmente sepultado junto ao do príncipe Philip, seu marido por 74 anos, que morreu em abril do ano passado, na Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor. O sepultamento teve a presença apenas dos parentes mais próximos, na única cerimônia do dia que não foi televisionada. Elizabeth II foi a 11ª integrante da realeza britânica enterrada na capela, ao lado de seu pai, o rei George VI; sua mãe, a rainha consorte Elizabeth; e sua irmã, a princesa Margaret.

O longo dia de cortejos e cerimônias foi marcado por um clima solene e de tristeza, e começou às 11h (7h no Brasil) em um funeral de Estado na Abadia de Westminster para quase 2 mil participantes, que incluíram centenas de governantes e monarcas de todo o mundo, como os presidentes dos EUA, Joe Biden, e do Brasil, Jair Bolsonaro, além do rei da Espanha, Felipe VI, e o imperador do Japão, Naruhito.

O sermão foi do arcebispo da Cantuária, Justin Welby, que exaltou a vida da rainha e sua liderança. A igreja é a mesma na qual a monarca se casou, em 1947, e foi coroada, cinco anos depois.

O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.