STJ determina que TCU siga investigando Dallagnol e procuradores pela farra das diárias na Lava Jato

A apuração havia sido suspensa pela Justiça Federal de Curitiba. O TCU investiga o pagamento de R$ 2,2 milhões em diárias a Dallagnol e outros procuradores da Lava Jato

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Martins cassou, segundo Lauro Jardim, do jornal O Globodecisão da Justiça Federal de Curitiba e ordenou que o Tribunal de Contas da União (TCU) retome as investigações contra o ex-procurador Deltan Dallagnol (Podemos) e mais quatro colegas que atuaram sob sua coordenação na Lava Jato. 

Em abril, em decisão unânime, o TCU responsabilizou Dallagnol e o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot pelo pagamento das diárias.  À época, o Ministério Público junto ao TCU entendeu que procuradores da força-tarefa poderiam ter usado opções mais econômicas de diárias e passagens. Em vez de serem transferidos para Curitiba, os procuradores recebiam ajuda para trabalhar na capital, como se estivessem em uma situação transitória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *