ELEIÇÕES PELO MUNDO: Lula vence na Austrália e Nova Zelândia, Bolsonaro vence em Timor-Leste

Lula foi o candidato mais votado na Austrália e na Nova Zelândia, enquanto o atual presidente, Jair Bolsonaro, repetiu a vitória de 2018 em Timor-Leste, segundo resultados provisórios.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve mais votos nas seções na Nova Zelândia. O petista conquistou 329 (73,44%) votos, contra 71 de Jair Bolsonaro (15,85%). Já Ciro Gomes (PDT) obteve 23 (5,13%), seguido por Felipe D’Ávila (Novo), 14 (3,13%), Simone Tebet  (MDB), 8 (1,79%) e Padre Kelmon, 3 (0,67%), Léo Péricles (UP), com 2 e Sofia Manzano (PCB), com um voto. A abstenção foi de 85%.

O TSE registrou 686 eleitores brasileiros para votar na Nova Zelândia neste ano, onde as seções foram abertas às 16h deste sábado (1º), no horário de Brasília, sendo o primeiro país a iniciar a eleição brasileira – em relação a Brasília, a diferença de horário é de 16 horas.

O resultado não é oficial, pois os votos dos brasileiros residentes na Nova Zelândia e outros países será divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) somente após o encerramento da votação em todos os lugares.

Os votos computados na Nova Zelândia foram tornados públicos por meio das fotos dos boletins de urnas, fixados na porta das seções eleitorais instaladas pela Embaixada do Brasil naquele país.

Em Timor-Leste, e tal como ocorreu em 2018, Jair Bolsonaro foi o candidato mais votado pelos 65 eleitores (de entre 91 registados) que se deslocaram este domingo à Embaixada do Brasil em Díli.

Cerca de 4,4 milhões de brasileiros moram no exterior, de acordo com dados do Ministério das Relações Exteriores. Deste total, 697.084 estão aptos para votar para escolher o próximo presidente do Brasil.

Com informações do Diário de notícias e O Tempo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *