Vice-governador eleito do RN é ameaçado de morte por supostamente destituir Adjuto Dias de cargo no MDB

Em áudio atribuído ao ex-vereador de Caicó Leleu Fontes (MDB), o vice-governador eleito do Rio Grande do Norte e atual deputado federal, Walter Alves (MDB), recebe ameaças de morte. O motivo é supostamente ter destituído o deputado estadual eleito Adjuto Dias (filho do prefeito de Natal, Álvaro Dias, do PSDB) da presidência do MDB de Caicó.

“Nós vamos lhe procurar nesse estado como se caça rato”, diz Leleu a Walter Alves.

“Onde você estiver, eu vou lhe procurar, quero conversar com você cara a cara. Quero saber se você é macho a ponto de fazer o que fez com Henrique Alves e não houve nenhuma reação, mas agora com Adjuto vai ter”.

Leleu chama o Walter Alves de vagabundo, pilantra, desonesto e diz que o futuro vice-governador atraiu cobras perigosas: “Você puxou para os seus pés um serpentário de cobras venenosas capaz de acabar com sua vida. Isso eu não tenho medo de dizer não. Você repense o que fez”.

A assessoria de imprensa de Walter Alves informou nesta terça-feira (4) que o caso será levado à Polícia Federal e o partido divulgou nota em que nega a destituição de Adjuto Dias do cargo em Caicó.

“A Comissão Provisória do MDB em Caicó está ‘caduca’ desde julho passado, e não houve nenhuma alteração na direção. O presidente estadual do MDB, deputado federal e vice-governador eleito Walter Alves, classifica a informação como “boato” e informa que nenhuma decisão com relação a presidências municipais do partido foi tomada nos últimos dias”, diz o comunicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *