Vídeo: O último adeus do eterno Rei Momo de São Paulo do Potengi

No final da tarde desse domingo, 15 de agosto, Arlan Azevedo, 40 anos, filho de Aldeci Azevedo e Conceição, neto de Ambrósio Azevedo, foi sepultado no Cemitério Parque da Paz, em São Paulo do Potengi.

Arlan tinha sido internado recentemente no Hospital Promater, em Natal, para tratar de problemas intestinais, passou por uma cirurgia, estava bem, porém a sua saúde piorou e por volta das 20 horas do último sábado (14), ele foi a óbito no referido hospital.

Arlan, o eterno Rei Momo do carnaval potengiense, uma pessoa do bem e de bem, bastante querida em nossa cidade, pelos seus familiares e por uma grande legião de amigos. Foi velado no Centro de Velório UNIPLAN, sendo o seu corpo muito visitado. Às 16 horas de ontem (15), seu féretro foi conduzido até o Cemitério local, onde foi sepultado.

Sobre o seu caixão, os símbolos das suas grandes paixões: as bandeiras do ABC, do Flamengo e do Bloco do Saco. Muita gente de forma emocionada acompanhou o cortejo. No percurso até o Cemitério, o carro de som de Apriginho tocava os hinos das paixões de Arlan, além do belo hino: “Só se tem saudade do que é bom”…

Quando o seus restos mortais começaram a descer à sepultura, o sol já se escondia no horizonte. Parte da orquestra do Bloco do Saco comandada pelo seu tio Amauri tocava o hino: “Balance o saco, balance o saco de confete e serpentina”…

Foi assim o último adeus do nosso eterno Rei Momo, partindo para Casa do Pai Eterno.

Descanse em Paz amigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.