Silvério Alves

Silvério Alves

Copa América terá testes PCR a cada 48h e controle nos hotéis entre os protocolos, afirma ministro da Saúde

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou na noite desta segunda-feira (7) os protocolos de segurança sanitária da Copa América no Brasil, que acontecerá entre 13 de junho e 10 de julho. Entre as medidas anunciadas estão a realização de testes do tipo RT-PCR a cada 48 horas, controle nos hotéis (andares separados, quartos individuais e restrição a saídas), voos fretados, higienização de transportes antes e depois do uso (com ônibus específicos para cada delegação) e isolamento dos ambientes de treinos e refeições.

Segundo Queiroga, nos dias em que o exame PCR não for feito, os atletas serão submetidos a testes rápidos. Toda a força de trabalho dos estádios também será testada, assim como eventuais convidados, sempre 48h de cada partida. O ministro confirmou que as sedes dos jogos serão Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro (onde acontecerá a final do torneio). Como havia sido anunciado anteriormente, não haverá público na Copa América.

Queiroga lembrou que outros campeonatos esportivos estão ocorrendo no Brasil no momento e que não há obstáculo para que a Copa América seja realizada, desde que todos os protocolos de segurança sejam cumpridos. “Estaremos num ambiente sanitário controlado e monitorado pelas autoridades de estados e municípios”, afirmou.

O presidente da Comissão de Médicos do Futebol, Jorge Pagura, que também participou da coletiva, afirmou que os protocolos foram muito bem elaborados. “O menor espaçamento de testagem e todas as outras medidas vão garantir a segurança do evento.”

Categorias