Pesquisa EXATUS/Agora/RN aponta vitória de Fátima no 1º turno com ampla vantagem

Pesquisa EXATUS/AGORA RN divulgada nesta quarta-feira 31, após início do programa eleitoral gratuito no Rádio e na TV, revela os índices de intenção de voto para o cargo de governador do Rio Grande do Norte. Faltando 32 dias para o primeiro turno das eleições, na pesquisa estimulada para o governo do Estado, aquela em que o entrevistador apresenta os nomes dos candidatos, a governadora Fátima Bezerra (PT), candidata à reeleição pela Coligação ‘O Melhor Vai Começar!’ lidera a disputa com 41,85% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, divulgada em 11 de agosto, Fátima tinha 32,5%. Houve um crescimento de 9,35 pontos percentuais.

Na segunda colocação está o senador Styvenson Valentim (Podemos) que aparece 14,80% da preferência do eleitorado potiguar. O candidato perdeu 3,6% em relação à pesquisa EXATUS anterior em que ele aparecia com 18,4%. O candidato do Solidariedade continua na terceira posição, Fábio Dantas aparece com 7,40% das intenções de voto. Comparando com a pesquisa anterior, Fábio Dantas oscilou para menos dentro da margem de erro

Os demais candidatos: Rosália Fernandes (PSTU), Clorisa Linhares (PMB), Bento (PRTB), Rodrigo Vieira (DC), Danniel Morais (Psol) e Nazareno Neris (PMN) aparecem com menos 1% da preferência do eleitorado potiguar, ficando fora da margem de erro. Não sabe, não respondeu representam 19,65% do eleitorado, e 14,30% pretendem votar nulo, ou em branco, ou não vão votar em ninguém.

A pesquisa EXATUS ouviu, de forma presencial, 2 mil eleitores entre os dias 26 e 29, em 60 municípios do RN. A margem de erro é de 2,1% para mais ou para menos. O nível de confiabilidade é de 95%. A pesquisa foi registra no Tribunal Superior Eleitoral sob o número: BR-06615/2022, e no Tribunal Regional Eleitoral do RN sob número: RN-01274/2022.

Primeira pesquisa

Na primeira pesquisa de intenções de votos divulgada pelo Instituto EXATUS, no dia 18 de maio, Fátima teve 38,8% das menções, seguida por Fábio Dantas com 13% e, em terceiro lugar, Styvenson Valentim, com 11,8%. Na época, o senador ainda não havia se definido pela candidatura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.