Silvério Alves

Silvério Alves

Criminosos aproveitam apagão para vender dados de 1,5 bi de usuários do Facebook

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

O dia de ontem não foi dos melhores para o Facebook. Além de todo o seu ecossistema estar fora do ar por conta de uma falha global ainda desconhecida, informações que pipocaram na web na tarde desta segunda-feira (4) indicam que dados de mais de 1,5 bilhão de usuários da rede social vêm sendo vendidos em um popular fórum de crimes virtuais na dark web.

Aparentemente, esses dados não têm relação com o vazamento do Facebook ocorrido no começo de 2021, em que 500 milhões de usuários foram expostos — e ficam dúvidas se há conexão com o “apagão” que acontece também nesta segunda. Fato é que, coincidência ou não, essas informações passaram a estar à venda justamente depois do sumiço do ecossistema da rede social na web — o mais provável é que os bandidos, que já tinham escavado dados da rede social, tenham aproveitado a alta relevância da empresa de Mark Zuckerberg durante a crise deste início de semana para comercializar dados.

De acordo com as postagens realizadas no fórum, os seguintes dados de usuários estão sendo disponibilizados:

– Nome
– E-mail
– Localização
– Gênero
– Número de telefone
– ID de usuário

Canaltech – BG

Categorias