Bombardeios miram lavouras e põem em risco oferta global de alimentos

As tropas russas, segundo o governo da Ucrânia, intensificaram os bombardeios em áreas rurais e estão atacando lavouras. A tática impactará diretamente na oferta global de alimentos, sobretudo de grãos, como o trigo. O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirma que, se nada for feito pra frear a guerra, a fome afetará diferentes partes do mundo.

Zelensky usou seu discurso no Parlamento italiano, nessa terça-feira (22/3), para reforçar o alerta. “Os ataques russos estão minando a agricultura ucraniana”, frisou.

O Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida), agência da Organização das Nações Unidas (ONU), tem feito alertas para o risco de faltar comida. E isso não somente os cereais, mas toda a cadeia de derivados.

“Um quarto das exportações mundiais de trigo é proveniente da Rússia e da Ucrânia, e 40% do trigo e do milho ucranianos são destinados ao Oriente Médio e à África, que já se debatem com problemas de fome, e onde a escassez de alimentos, ou o aumento dos preços, corre o risco de empurrar milhões de pessoas para a pobreza”, frisa relatório do Fida.

A guerra, segundo informações de agências internacionais de notícias, já faz os preços do cereal dispararem no mundo, subindo 50% no último mês.

Efeito trigo

A Rússia é o principal exportador de trigo do mundo, e a Ucrânia está na lista entre os 10 maiores. Juntos, eles representam 30% do comércio mundial de cereais.

Com uma possível crise no mercado de trigo, produtos como o pão francês podem encarecer, mesmo em países distantes geograficamente do conflito ou que não estão envolvidos na crise político-diplomática.

Metrópoles – Foto: Satellite image (c) 2022 Maxar Technologies

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *