Silvério Alves

Silvério Alves

Safadão também será investigado pelo MP se mudou local da vacina para escolher Janssen

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Vacinado contra a Covid-19 com dose da Janssen, o cantor Wesley Safadão também será investigado pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) se mudou posto de imunização para tomar imunizante de dose única. Cantor estava agendado para vacinação no Centro de Eventos, às 12h do dia 8 de julho, mas foi vacinado em um shopping de Fortaleza junto de Thyane Dantas. A influencer não constava em nenhuma lista da Prefeitura, mas foi vacinada no mesmo local.

“Thyane recebeu a vacina em Fortaleza nessa quinta-feira, 8 aproveitando a ocasião em que o esposo foi vacinado, porém o nome dela não estaria nas listas de agendamento divulgadas pela Prefeitura de Fortaleza. Também será verificada suspeita de que o cantor teria se vacinado em local diferente do agendado por escolha do imunizante que queria receber”, informou o órgão público em nota. O procedimento preliminar foi instaurado nesta sexta, 9.

O MPCE oficiará a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) solicitando detalhes sobre o fato, como a lista de vacinados, horário de vacinação do casal e informações a respeito das “sobras” de vacina. “O Ministério Público também vai requerer informações sobre os servidores responsáveis pelo preenchimento dos cartões e pela aplicação da vacina”, citou.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) também instaurou processo para averiguar o caso. Informação foi confirmada ao O POVO. Pasta ressaltou que segue o Plano de Vacinação Nacional e as normas técnicas pactuadas na Comissão Intergestora Bipartide (CIB).

Em nota, a assessoria de Wesley Safadão declarou que a influencer recebeu o imunizante pela estratégia de imunização conhecida como “xepa”. Mas o prefeito de Fortaleza, Sarto (PDT), rebateu a influencer em suas redes sociais. Segundo ele, não houve a aplicação de doses remanescentes da vacina contra a Covid-19 antes das 17 horas. Thyane tomou a vacina na manhã da quinta-feira, 8.

Em suas redes sociais, Sarto comunicou que a equipe da Saúde busca pelo aproveitamento integral das vacinas. Segundo ele, em casos de sobra de doses remanescentes, após a finalização das atividades de imunização, os vacinadores podem buscar nas imediações pessoas que estariam aptas a receber o imunizante. O prefeito, no entanto, ressaltou que a aplicação da dose tem como base o público alvo vigente, além de priorizar sempre a maior idade.

Hoje, 9, Fortaleza não está aplicando D1 por falta de estoque. Na Capital, interrupção da primeira dose já tinha ocorrido na quarta-feira, 7, quando só houve aplicação de segunda dose. Público geral voltou a ser agendado ontem, 8, para receber primeira dose.

O Povo

Categorias