Projeto Cidades Acessíveis do IFRN Campus São Paulo do Potengi foi premiado na 20ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia

Representado, pela primeira vez, na final da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia através do Projeto Cidades Acessíveis, o Campus São Paulo do Potengi garantiu sua primeira premiação na Feira. O projeto foi premiado na categoria Prêmio Revista InCiência, que garante a publicação do trabalho na revista.

Para o estudante Arthur da Silva, apresentar o projeto na 20ª edição da Febrace “foi uma experiência muito enriquecedora, pois tivemos a oportunidade de mostrar a nossa ideia, a questão da acessibilidade nas calçadas, recebendo avaliações que corroboraram com a potencialidade da ideia”.

A participação na Feira também é motivo de comemoração para José Victor: “Participar da Febrace foi muito enriquecedor e só veio a acrescentar a minha vida acadêmica, pois pudemos trazer à tona a discussão sobre acessibilidade nas vias públicas, apresentar e receber feedbacks de avaliadores de diferentes regiões do país”, contou.

O orientador do projeto, professor Petterson Michel, conta que no Campus São Paulo do Potengi são produzidos vários trabalhos de grande potencial, e compartilha o sentimento de ver o Cidades Acessíveis representando a unidade de ensino na Febrace 2022: “É muito estimulante montar uma equipe, interagir com pessoas de dentro e de fora da nossa instituição, e até mesmo concorrer a prêmios. Mas, como professor, a maior realização é perceber o amadurecimento dos participantes do Projeto e a chance de mostrar para outras pessoas uma coisa que eu já sei há bastante tempo: que o potencial dos nossos alunos de São Paulo do Potengi é enorme”.

Um comentário em “Projeto Cidades Acessíveis do IFRN Campus São Paulo do Potengi foi premiado na 20ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia

  1. …”que o potencial dos nossos alunos de São Paulo do Potengi é enorme”….

    É a revelação de novos talentos que já estão sendo úteis à sociedade, através dessa centenária e tradicional instituição de ensino, orgulho de todos nós potiguares que é o IFRN.

    Não existe nação forte e soberana sem a educação, na qual está a mola propulsora do desenvolvimento.

    O futuro do Brasil e do mundo está na educação, coisa que o governo federal atual tanto despreza.

    E viva o IFRN!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.