RN receberá mais 46,8 mil doses de vacinas contra a Covid na segunda-feira (30)

O Rio Grande do Norte receberá mais 46.800 doses de vacinas contra Covid-19, segundo informações do Ministério da Saúde,

Os imunizantes chegarão divididos em dois lotes. O primeiro com 17.550 doses da vacina da Pfizer, com previsão de chegada às 15h. O segundo chega às 16h50, com mais 29.250 doses da AstraZeneca.

RN recebeu mais de 140 mil doses de vacinas contra a Covid nesta segunda-feira

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebeu na manhã desta segunda-feira (23) 140.170 doses de vacinas contra a Covid-19. Os lotes chegaram ao Rio Grande do Norte em dois voos separados, contando com unidades da Astrazeneca/Fiocruz (59.750), Pfizer (42.120) e Coronavac/Butantan (38.300).

O carregamento é dividido entre unidades para primeira e segunda doses, sendo em maior parte para completar o esquema vacinal dos potiguares. São 92.940 vacinas para a segunda dose e outras 47.230 destinadas a ampliar o processo de vacinação por faixa etária.

As equipes da Sesap vão processar e separar os lotes de vacina para realizar a distribuição o mais rápido possível, mantendo o ritmo de imunização no RN.

Até o início da manhã desta segunda-feira, a plataforma RN+ Vacina tinha recebido o registro de 1,98 milhão de pessoas vacinadas com ao menos uma dose, representando 74% do público-alvo da campanha. Os completamente vacinados são 29% da população acima dos 18 anos, representando pouco mais de 787 mil pessoas.

Dia D tem mais de 11 mil vacinados

No último sábado (21) os municípios do Rio Grande do Norte vacinaram um total 11.881 pessoas com a vacina contra a Covid-19. O dia “D” foi sugerido pela Sesap na tentativa de diminuir a fila dos que ainda não tomaram a segunda dose da vacina, necessária para garantir uma imunidade mais eficaz contra o coronavírus.

De acordo com o portal RN+ Vacina, são 57.232 pessoas que estão com a segunda dose em atraso em todo o estado. Os municípios com maior número de cidadãos com a segunda dose em atraso são: Natal (21.314), Mossoró (5.829), Parnamirim (3.669), São Gonçalo do Amarante (2.346), Macaíba (2.227), Açu (1.269) e Ceará-Mirim (1.087).

Começa nesta segunda-feira estudo brasileiro de 3ª dose em quem tomou CoronaVac

Os 1.200 voluntários serão recrutados em São Paulo e Salvador — 600 em cada cidade. Na capital paulista, o trabalho ficará a cargo da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo); em Salvador, do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino. Serão quatro grupos, sendo que cada um deles receberá uma terceira dose de um dos imunizantes utilizados no PNI (Programa Nacional de Imunizações): CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer/BioNTech ou Janssen.

O estudo também conta com a parceria da Universidade de Oxford, no Reino Unido, onde as amostras de sangue dos voluntários serão analisadas. Os resultados devem embasar uma futura diretriz do Ministério da Saúde sobre revacinação de quem tomou a CoronaVac.

Ministro da Saúde reforça que todos acima de 18 anos serão vacinados até setembro

“Hoje, graças aos esforços do governo Bolsonaro, é possível ter vacinas nacionais. E a estratégia do governo não foi de colocar todos os ovos na mesma cesta, foi uma estratégia diversificada, com transferência de tecnologia da AstraZeneca, aquisição de 200 milhões de doses da vacina da Pfizer, aquisição de 38 milhões de doses da vacina da Janssen, também anúncio de acordo com o instituto do Estado de São Paulo e adquirimos mais 100 milhões de doses. garantir que em setembro toda a população brasileira acima de 18 anos disponível imunizada contra a Covid-19 “, comentou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Jovens entre 12 e 17 anos já podem fazer pré-cadastro no RN+ Vacina

Os jovens entre 12 e 17 anos sem comorbidade que moram no Rio Grande do Norte podem fazer o pré-cadastro no RN+Vacina – sistema que monitora o processo de vacinação contra a Covid-19 no estado potiguar.

Apesar da liberação, não não há previsão para que seja iniciada a vacinação dessas faixa etárias, segundo informações repassadas pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) repassadas à imprensa.

Boa Saúde-RN já começa a vacinar contra COVID-19 pessoas de 38 anos acima sem comorbidades

A Secretaria Municipal de Saúde do município de Boa Saúde-Rn avançou com a vacinação contra o Covid-19 ampliando para 38 anos para cima e todos os trabalhadores das Indústrias, Casas de Farinha.

O Prefeito Municipal de Boa Saúde, Dr. Wellington ressalta importância no avanço da vacinação, contemplando os trabalhadores das Casas de Farinha do município.

A vacinação segue na UBS Centro de Boa Saúde e Córrego de São Mateus, demais (Ubs) entre em contato com o enfermeiro da sua unidade de Saúde.

A secretária de Saúde daquele Município é a potengiense Dailva Bezerra da Silva.

AVANÇANDO: Riachuelo vacina pessoas sem comorbidades a partir dos 37 anos

A vacina está disponível na Unidade Mista de Saúde – Sandra Lúcia Pereira, no Centro, de domingo a sábado. Já na UBS do bairro, a vacinação ocorrerá de segunda a sexta. No distrito de Cachoeira do Sapo, a vacina estará disponível no dia 8 de julho.

O município de Riachuelo segue avançando no processo de vacinação contra a Covid-19. Neste domingo, 04, pessoas sem doenças a partir dos 37 anos já poderão ser vacinadas.

Fonte:Lucas Tavares

Brasil assina nesta semana acordo para mais 100 milhões de doses da Pfizer, anuncia ministro Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (3) que o Brasil assinará em breve um novo contrato para a compra de mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19.

“Um contrato com a Pfizer já na iminência de ser fechado, um novo contrato, para 100 milhões de doses de vacina”, disse Queiroga, em evento promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Antes do início do evento, Queiroga afirmou à CNN que a previsão é assinar o contrato ainda nesta semana.

“Ou seja, o Brasil terá a disposição de sua sociedade 200 milhões de doses da vacina Pfizer. Isso equivale a imunizar cerca da metade de sua população ainda esse ano porque esse segundo contrato prevê para o mês de outubro já 35 milhões de doses da Pfizer”, completou.

“Então, estou tranquilo em relação a essa previsão, associada à ampla campanha de vacinação que já estamos fazendo em parceria com estados e municípios.”

Queiroga destacou ainda o fato de o país ser um dos poucos no mundo com capacidade de produção nacional de vacinas contra o novo coronavírus em duas instituições públicas: a Fundação Oswaldo Cruz (Fiucruz) e o Instituto Butantan.

Queiroga voltou a falar também que o governo tem planos para ampliar a testagem da população para a detecção de casos de Covid-19.

“No ano passado, o governo alocou mais de R$ 235 milhões em testes de RT-PCR, mas esse ano temos estratégias mais eficientes, testes rápidos a base de antígenos, que podem servir para ajudar a retomada das nossas atividades econômicas”, disse o ministro.

Ele também reiterou que as medidas não farmacológicas, como o uso de máscaras, será uma das prioridades do governo, passada a questão da segunda onda de casos do novo coronavírus.

“Paralelamente, o governo tem incentivado o uso de medidas não farmacológicas. Tenho, desde meu primeiro dia, feito um alerta de maneira reiterada acerca da importância do uso de máscaras. Acredito que os senhores tenham conhecimento dessa iniciativa. Claro, não vamos conseguir isso na base da lei – o Brasil já te muitas leis e as pessoas as descumprem de maneira reiterada.”

CNN Brasil