Texto em homenagem ao Dia da Consciência Negra

 por Administrador Sindilex – Destaques

No dia 20 de novembro, do ano 1695, ocorreu a morte de Zumbi dos Palmares. Zumbi foi um dos maiores líderes na luta pela liberdade dos negros no Brasil. Esse dia foi escolhido como o Dia da Consciência Negra para a conscientização sobre a força e a resistência ao sofrimento da população negra no Brasil desde a colonização.

A luta contra o regime de escravidão que submetia a população negra às piores sevícias e ao trabalho forçado foi bastante sangrenta e custou inúmeras vidas. Enganam-se aqueles que acham que bastou a Princesa Isabel assinar um documento para houvesse a libertação dos escravos.

Essa “libertação” enquanto norma para a sociedade brasileira foi uma conquista meramente formal, pois os negros foram largados à própria sorte, sem recursos mínimos para sua sobrevivência e desenvolvimento e olhados como escória da sociedade. Ainda hoje esse olhar de desprezo, sobre quem possui pele negra, prevalece impregnado na sociedade brasileira, inclusive sobre o aspecto da inclusão social.

Os índices mostram essa opressão e discriminação: o desemprego entre os negros é 71% maior do que entre os brancos ([i]); a violência policial é maior entre os jovens negros. Dois em cada três jovens mortos pela polícia são negros ([ii]); as mulheres negras são as mais afetadas pela crise de desemprego ([iii]).

Tais números clamam por mudanças estruturais profundas em nossa sociedade. O dia da consciência negra deve ser um dia de reflexão e de luta contra o racismo estrutural no Brasil.

É de suma importância que lembremos os Quilombolas nesse Dia da Consciência Negra, para que não deixemos que se repitam práticas que promovam o desrespeito e o desprezo. Recentemente foram comparados ao gado, tendo sido feitas referência ao peso de um quilombola – cidadão brasileiro – em arrobas, numa declaração criminosa e inadmissível.

Devemos lutar também contra práticas igualmente danosas como as da negação da existência de preconceito no Brasil, classificando-as como “vitimismo”. A história mostra os fatos, o presente confirma o passado e é nesse presente que devemos resgatar a dignidade humana de todos os brasileiros.

Viva Zumbi de Palmares! Viva a luta antirracista! Viva a igualdade racial! Viva a luta pela liberdade e a dignidade humana!

_____________

[i] https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/08/28/desemprego-entre-negros-e-71percent-maior-do-que-entre-brancos-mostra-ibge.ghtml
[ii] https://lunatenorio.jusbrasil.com.br/artigos/114873464/estudo-sobre-violencia-policial-revela-racismo-institucional-na-pm-de-sp
[iii] http://www.mundosindical.com.br/Noticias/42738,Negras-ganham-menos-e-sofrem-mais-com-o-desemprego-do-que-as-brancas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *