Silvério Alves

Silvério Alves

Presidente assina hoje em Pau dos Ferros a ordem de serviço do ramal Apodi/Mossoró, no valor de 1 bilhão de reais

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Pela segunda vez em menos de um ano, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), desembarca em Mossoró. Nesta quinta-feira, 24, o chefe da nação pousa no Aeroporto Dix-sept Rosado, às 9h30, de onde segue para compromissos ao longo do dia nas cidades de Jucurutu e Pau dos Ferros. O mandatário estará acompanhado dos ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações).

Nesta quarta-feira, 23, o escalão precursor do presidente da já estava em Mossoró. Dois helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissaram no Aeroporto Dix-sept Rosado, sendo um deles o que será usado por Bolsonaro para se deslocar aos municípios de Jucurutu, no Seridó, e Pau dos Ferros, na região do Alto Oeste. O outro helicóptero realizou o reconhecimento da área e será usado pela equipe de apoio.

Após desembarcar em Mossoró, Bolsonaro segue inicialmente para Jucurutu, onde realiza visita técnica à Barragem de Oiticica. Na oportunidade, o presidente anuncia a liberação de R$ 38 milhões para garantir a continuidade das obras. Atualmente, a barragem, que vai receber as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, está com mais de 90% de execução e deve estar concluída até dezembro de 2021.

A barragem vai garantir segurança hídrica a cerca de 330 mil pessoas nos municípios potiguares de São José do Seridó e Caicó, além do Vale do Açu e da região central do estado. O investimento total na obra é de R$ 657,2 milhões, sendo que R$ 638,2 milhões são da União e R$ 19 milhões são de contrapartida do governo do estado.

Concluída a agenda em Jucurutu, Jair Bolsonaro se desloca, por volta das 13h, para Pau dos Ferros. Lá, o Governo Federal assina a Ordem de Serviço para a construção do Ramal do Apodi. A cerimônia será realizada na Praça de Eventos São Judas Tadeu. A obra vai levar as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco a 48 municípios nos estados do Rio Grande do Norte (32), Paraíba (7) e Ceará (9), beneficiando 750 mil pessoas. Também ampliará em 700 mil hectares a área para agricultura irrigada na região. O investimento federal no empreendimento é de quase R$ 1 bilhão.

Por Marícelio Almeida/Repórter do Jornal de Fato/DeFato.com – Foto acima: Bolsonaro em visita a Mossoró no ano passado.

Categorias