Se estivesse vivo, o Patriarca Pedro Raimundo estaria completando 96 anos

Por Silvério Filho

Agricultor, meu avô Pedro Raimundo foi um dos fundadores do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Paulo do Potengi, 2º do Brasil, num tempo em que os donos do poder, acostumados a explorar os trabalhadores rurais, acusavam de comunistas aqueles que propunham a sindicalização.

Mas Pedro Raimundo não tinha nada de comunista. Homem honrado e de moral irrepreensível, educou os 12 filhos no catolicismo de base, proclamando, a partir da família e da sua vida pessoal, o Evangelho do Nosso Senhor Jesus Cristo.

Embora fosse simples e sem erudição, nutria profundo interesse pela palavra de Deus, sendo discípulo dos ensinamentos da “teologia das realidades terrestres” de Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros, como meu pai foi depois dele e como hoje eu sou, depois de meu pai.

Em 06/03/2015, partiu, mas nos deixou um legado simples, mas sólido, como sempre foi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.