Por @silverioalvesfilho

No futsal eu sempre fui “esforçado”, palavra que se usa quando não se quer dizer “ruim”. Samuel, porém, sempre foi bom.

Eu lembro que, ainda pequeno, ele já mostrava um talento diferenciado nas “escolinhas de futsal”, à quais compareceria acompanhado do seu avô, que o admirava da arquibancada.

Na adolescência, meu time tomou uma goleada do de Samuel nos jogos estudantis, não recordo de quanto, mas lembro que foi traumático (risos).

Já adulto, Samuel era um cara estudioso, que queria ir para a faculdade, frequentava a Assembleia de Deus e ainda jogava muita bola.

Em dado momento, porém, fez escolhas erradas, pelas foi julgado, condenado e segregado no “vale de lágrimas” do sistema prisional.

“Um menino bom que se perdeu”, muitos disseram.

Mas nenhuma ovelha está perdida demais ao ponto de não poder ser encontrada pelo Bom Pastor.

Samuel reconheceu sua pena e, ainda na prisão, clamou pela Misericórdia do Cristo.

“Minha Graça te basta”, deve dito Jesus lá de cima, como já havia dito antes a Paulo (2 Cor 12,9).

Samuel progrediu de regime, retornou para a Assembleia de Deus e voltou a sonhar com a faculdade.

Ontem, 21, ele me diz que foi aprovado em 1º lugar para cursar Direito no UNI-RN, pelo PROUNI. Por uma vaga apenas não entrou na UFRN.

Pediu que eu divulgasse, deixando claro que ele é ex-apenado, para que as pessoas soubessem que é possível recomeçar.

Como deve estar feliz aquEle deixa as noventa e nove ovelhas no campo e vai atrás da que está perdida, e, quando a encontra, coloca-a nos ombros e a traz de volta para casa em segurança (Lc 15,4-6)!

Parabéns, Samuel! Muito sucesso nessa nova jornada.

Categorias