Arquidiocese de Natal arrecada alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade

Todas as 107 paróquias da Arquidiocese de Natal estão arrecadando alimentos e produtos de higiene pessoal para distribuir a famílias em situação de vulnerabilidade social. Marcada pelo espírito natalino, a ação faz parte da Campanha Natal Solidário, que segue até o próximo dia 18. Promovido periodicamente ao fim de cada ano, o levantamento de mantimentos ganhou nesta edição o slogan “Contra a fome e pela dignidade humana”.

A iniciativa é coordenada pelo Serviço de Assistência Rural e Urbano (SAR), vinculado à Arquidiocese de Natal. Cada paróquia tem autonomia para definir seus pontos de arrecadação e distribuição dos produtos. Para a entrega, um dos objetivos da campanha é fomentar um equipamento social criado no início da pandemia do coronavírus para atender famílias que passaram a enfrentar maiores dificuldades financeiras. O espaço foi chamado de bodega.

O nome foi idealizado com base no contexto histórico da “bodega”, um estabelecimento comercial que antigamente era frequente nas comunidades, onde as pessoas compravam e trocavam alimentos, materiais de limpeza, entre outros itens, tornando-se um ponto importante de comercialização e aproximação entre quem comprava e quem produzia. Além disso, agregava pessoas, gerava vínculos de amizade e valores culturais e populares.

Atualmente o projeto tem instalado 10 bodegas, espalhadas nos municípios de Ceará-Mirim, São Tomé, João Câmara, Nísia Floresta, Macau, Lagoa Salgada, São José do Mipibu e Pedro Velho, Montanhas e Natal. Outras cinco paróquias também já manifestaram o interesse de participar do projeto.

As bodegas são montadas na frente das igrejas e distribuem as cestas básicas para famílias carentes definidas por um grupo gestor, que conta com membros das paróquias, das famílias e da sociedade civil. A lista dos beneficiários é montada por metodologia que indica o perfil que mais necessita de ajuda.

Pelas normas, os alimentos que são doados devem atender um padrão de segurança alimentar. Desde a criação das bodegas, em 2020, o levantamento do SAR mostra que mais de 500 toneladas já foram distribuídas nos equipamentos.

As paróquias que ainda não têm bodegas instaladas vão destinar os mantimentos arrecadados de acordo com os últimos anos.

Como doar

A entrega de alimentos e produtos de higiene pessoal pode ser feita nas 107 paróquias da Arquidiocese de Natal espalhadas pelo Rio Grande do Norte. O horário e locais de recebimento dos produtos devem ser consultados com as sedes, que têm autonomia nessas definições.

As doações em recursos financeiros poderão ser feitas através do Pix: (84) 99628-8269 ou dos seguintes dados bancários: Banco do Brasil, Agência: 3525-4, Conta Corrente: 46161-x, ambos no nome do Serviço de Assistência Rural e Urbano – SAR (CNPJ: 08.344.459/0001-14).

O que é o SAR

O Serviço de Assistência Rural e Urbano (SAR) é uma organização não governamental e de fins não econômicos vinculada à Arquidiocese de Natal e inscrito no Certificado das Entidades Beneficentes de Assistência Social (Cebas). Há mais de 70 anos desenvolve ações de assistência social em vários municípios nas regiões Agreste Litoral Sul, Potengi, Mato Grande, Sertão Central Salineira e na Área Metropolitana de Natal, trabalhando em diversas linhas de atuação, como: economia popular solidária, qualificação profissional e geração de emprego e renda, meio ambiente, segurança alimentar e nutricional, educação popular entre outras.

Além do período natalino, caracterizado pela união, compaixão e generosidade, o SAR também organiza outras iniciativas como essa ao longo do ano em benefício de famílias carentes.

BG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *