Admin

Admin

Editorial: “Não atirem aos porcos as vossas pérolas”, ensinou o Cristo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

perolas_porcos

Leitores amigos nos perguntam por que nós não respondemos a certas críticas injuriosas eventualmente feitas nas redes sociais, algumas até que poderiam configurar crime contra a honra, tipificado no Código Penal, além de ilícito civil, sujeito a responsabilização por danos morais. Aos leitores amigos, os quais, estes sim, merecem todo  respeito e uma resposta, respondemos o seguinte. 

Infelizmente, nos dias de hoje, com o advento da “vida virtual”, determinadas  pessoas parecem estar um pouco mais propensas a demonstrar o seu lado ruim: os xingamentos são proferidos com mais facilidade, sem pudor. Nas redes sociais, alguns  indivíduos esquecem o poder das palavras e tomam atitudes que possivelmente não tomariam no mundo real.

É uma pena que, utilizando-se de um instrumento tão bom para a democracia, tenham esquecido do dever mais básico de uma democracia: o respeito mútuo. Uma pena que  alguns “cientistas políticos e sociais” não tenham percebido, por malícia ou pura ignorância, que o direito à liberdade de expressão não é direito ao cometimento de crimes contra a honra, honra esta resguardada constitucional e legalmente. Mas então por que nós não buscamos a responsabilização cível e criminal destas pessoas? Porque não vale a pena. Somos cristãos e, como tal, seguimos o conselho dado por Jesus em Mateus 7,6: “Não jogueis pérolas aos porcos”.

Categorias