Defesa de Dilma recorre ao STF e pede novo julgamento do impeachment

dilma_depoimento

A defesa da ex-presidente Dilma Rousseff entrou, nesta quinta-feira (1º), com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular a condenação no impeachment e determinar que o Senado realize uma nova votação no processo.

O mandado de segurança inclui um pedido de liminar para suspender os efeitos da decisão, fazendo com que o presidente Michel Temer volte a ser interino até uma decisão final do plenário do STF. A ação foi distribuída por sorteio para o ministro Teori Zavascki, que será o relator do caso.

A defesa de Dilma ainda pede que o STF anule dois artigos da Lei 1.079, de 1950, usados pela acusação para imputar os crimes de responsabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *