De Monsenhor Edílson Nobre: “A memória de Monsenhor Expedito precisa ser preservada e transmitida as gerações futuras”

Na noite desta segunda-feira (16), ao presidir a missa em frente a Matriz de São Paulo, pelos 17 anos de vida eterna de Monsenhor Expedito, o Vigário Geral da Arquidiocese da Natal, Monsenhor Edílson Nobre ( nomeado recentemente pelo Papa Francisco, Bispo da Diocese de Oieiras, no Piauí),

afirmou que a memória de Monsenhor Expedito, pelo seu valor histórico e evangelizador, especialmente na defesa dos mais humildes, sem vez e sem voz não pode ser esquecida. Ela precisa ser preservada”. 

E acrescentou: “Não só pelo seu passado, pela sua luta… mas também pelos seus ensinamentos, pelo seu exemplo de vida, que precisam ser transmitidos para às gerações futuras”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *