Admin

Admin

‘Com escolas fechadas, maior perda é nas relações entre as crianças’, diz psicanalista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Foto ilustrativa

O comprometimento das relações chamadas horizontais, entre as  crianças, representa a perda mais relevante com o fechamento das escolas, devido a pandemia do coronavírus.

Essa é a avaliação da psicanalista Maria Cristina Kupfer, professora titular sênior da USP. “A criança ensina a outra, ajuda a enfrentar questões. É o que aprendo sobre mim quando olho para o amigo, vejo as diferenças”, diz ela, autoridade na relação entre psicanálise e educação.

“É tão educativo quanto o que acontece na aula e o que se aprende leva para vida: como se relacionar com o semelhante no espaço público”. Cristina, 68, avalia que essa perda têm efeito até maior do que na aprendizagem. Ela pontua  que as complicações são maiores  na população mais pobre. – Folhapress

Do blog: No Brasil, com raras exceções já abriu quase tudo, porém a pandemia continua. Por outro lado, entendemos que sendo colocadas em prática as normas de higienização contra o vírus, a vida precisa continuar e a economia funcionar. Até ai tudo bem. 

Porém, o que não entendemos é que a Escola, um setor indispensável e altamente importante da sociedade organizada, continue fechado sem que a referida sociedade busque alguma solução viável, para  resolver o grave problema. Citando o grande jornalista Boris Casoy: “É uma vergonha”.

Categorias