Justiça decreta sigilo sobre investigações de tentativa de atentado a bomba em Brasília

A Justiça do Distrito Federal decretou sigilo sobre as investigações que apuram a tentativa de atentado frustrado a bomba contra um caminhão de combustível nas imediações do Aeroporto de Brasília, ocorrido no dia 24. O pedido foi feito através do Ministério Público (MPDFT) pelo delegado do Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor) da Polícia Civil do DF Jorge Teixeira.

“Os fatos são extremamente graves e o sigilo das investigações  pode viabilizar a identificação de outros envolvidos […] O material encontrado com o investigado e a informação de que há outras pessoas envolvidas no plano se configuram como de relevante interesse público“, diz trecho da representação encaminhada pelo MPDFT a que O Antagonista teve acesso.

A Decor investiga a tentativa de explosão de um caminhão tanque em Brasília que supostamente teria sido planejado por participantes do acampamento bolsonarista localizado em frente ao QG do Exército.  No dia seguinte ao atentado, a PCDF prendeu George Washington de Oliveira Sousa (foto), suspeito de ter colocado a bomba. A polícia busca também por Alan Diego Rodrigues, suspeito de ter participado do planejamento do ataque.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *