Cármen Lúcia arquiva ação sobre interferência de Bolsonaro na PF

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou, nesta terça-feira (27/9), que seja realizado o arquivamento de investigação proposta por parlamentares acerca de suspeita de interferência do presidente Jair Bolsonaro (PL) na investigação sobre a atuação do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro junto a pastores evangélicos.

A ministra considerou em sua decisão que o suposto esquema de corrupção no MEC já é tratado em inquérito específico sobre o tema.

O pedido de parlamentares trata da hipótese de que o mandatário do país teria alertado Milton, em ligações telefônicas, de possíveis buscas contra o ex-titular do MEC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *