Henrique Eduardo solta nota sobre pedido de prisão e pede a Deus que tenha compaixão do filho

Faltando 11 dias para as eleições de 2022 fui surpreendido , mais uma vez, por noticia de blogues e Redes Sociais, sobre um mandado de prisão por pensão alimentícia, desta feita cobrando juros extorsivos.

Confesso que não entendi de imediato do que se tratava, vez que em agosto fiz o pagamento mensal, proposto pelo meu advogado desde DEZEMBRO DE 2021, em valor exorbitante junto à Justiça de São Paulo (SP).

O quê agora, meu Deus?

Depois de todas as injustiças passadas e vencidas, a de um filho de 21 anos, ciente das circunstâncias e acontecimentos, certamente, a que mais me maltrata, abala, e me faz sofrer.

Onde está o filho que criei com todo amor, presença e tudo mais que pude oferecer?

Com sua mãe no divórcio há mais de 12 anos, deixei muito mais da metade de meu patrimônio.

O que falta agora, além do amor e respeito que um filho deve a um pai?

Só Deus, o Pai maior, para me fortalecer em mais essa adversidade, que sei – por tão absurda! – vencerei.

Aos meus amigos e seguidores, que são testemunhas do pai que sou e sempre fui, minha gratidão e serenidade .

Com Fé em Deus e no amor verdadeiro de vocês, seguirei na luta sem odio e sem medo.

A Pedro Henrique, que não me responde há mais de 12 meses, que Deus tenha misericórdia e compaixão por seus desatinos.

Meu advogado atuará na forma da lei.

Natal (RN), 20 de setembro de 2022

Henrique Eduardo Alves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.