Alemanha protesta contra censura da Fifa na Copa do Mundo do Catar

O elenco da Alemanha tomou essa atitude em forma de protesto contra a Fifa, que proibiu o uso de braçadeiras em apoio à comunidade LGBTQIA+

Antes do início da partida contra o Japão na manhã desta quarta-feira (23/11), jogadores do time da Alemanha cobriram a boca com as mãos para a foto oficial. O elenco tomou essa atitude em forma de protesto contra a Fifa, que proibiu o uso de braçadeiras em apoio a comunidade LGBTQIA+.

Durante a semana, especulações na impressa diziam que o capitão alemão, o goleiro Neuer, entraria em campo com a braçadeira. Ele entrou em campo com a manga da blusa cobrindo a faixa e deixando o suspense no ar.

Porém, logo antes do apito inicial, o bandeirinha pediu para verificar a braçadeira do goleiro. Tudo estava de acordo com o protocolo da Fifa.

Federação Alemã se manifesta

Após o gesto repercutir nas redes sociais, a federação alemã se manifestou lançando uma nota oficial, confirmando que o goleiro Neuer não utilizou a braçadeira da One Love.

Queríamos usar nossa braçadeira de capitão para nos posicionar sobre os valores que defendemos na seleção da Alemanha: diversidade e respeito mútuo. Junto com outras nações, nós queríamos que nossa voz fosse ouvida.” Começou a nota.

Logo em seguida os alemães alegaram que os direitos humanos não são negociáveis.

“Não era sobre fazer uma declaração política – direitos humanos não são negociáveis. Isso deveria ser tomado como certo, mas ainda não é o caso. Por isso essa mensagem é tão importante para nós.”

E por fim explicaram o motivo da tal manifestação.

“Negar a nós a braçadeira é o mesmo que nos negar a voz. Nós defendemos a nossa posição.” finalizou.

METRÓPOLES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *