Do Jornalista Woden Madruga: “Eu amo Lagoa de Velhos, eu amo a região do Potengi”

Na noite da última sexta-feira, 26 de novembro, no auditório ao ar livre da sua Câmara Municipal, a cidade de Lagoa de Velhos, viveu um evento social e cultural que ficará marcado para sempre nos registros da história daquela localidade e de toda a ribeira potengiense.

Falamos da sessão solene promovida pelo Poder Legislativo daquele município, numa proposição do vereador Marcelo, aprovada por unanimidade pelos seus pares, para conferir o Título de Cidadão Lagoense, ao Jornalista Woden Madruga, que há 60 anos reside com sua família na sua Fazenda Queimadas, localizada na terra do poeta Fabião das Queimadas.

Presentes na solenidade, entre familiares e amigos do homenageado, mais de 100 pessoas daquela cidade, de Natal, São Paulo do Potengi, de outras cidades da nossa região, além de várias autoridades, dentre elas, o vereador Hélio Junior, presidente da Câmara Municipal local, prefeita Sonyara, vice-prefeito Nildo e o presidente da Câmara Municipal de São Paulo do Potengi, Getúlio Antunes.

Na oportunidade foram proferidos inúmeros discursos, dentre eles o do editor deste blog. Todos exaltando a personalidade e a grande folha de serviços prestadas por Doutor Woden, nos campos da imprensa, da educação, da cultura… aos lagoenses, potengienses e norteriograndense.

Ao usar a palavra, Dr. Woden de forma emocionada, agradeceu a todos ali presentes, ao vereador Marcelo pelo Título e a todos os demais edis pela aprovação da homenagem. Disse do seu grande amor a Lagoa de Velhos e a ribeira do Potengi. “Cheguei aqui num dia de dezembro de 1957 para conhecer os pais de Julieta, meu amor e minha esposa, mãe de meus filhos a mais de 60 anos”

Falou também do grande bem dedicado a São Paulo do Potengi, a sua feira, lembrou das inúmeras conversas na casa de Monsenhor Expedito Medeiros, diversas vezes com a presença do grande escritor Oswaldo Lamartine e do mestre Ambrósio Azevedo, que o Doutor teve o privilégio de participar.

Dr. Woden lembrou de gigantes da Literatura Mundial: Ariano Suassuna, Guimarães Rosa, Fernando Pessoa, cujo rio de sua aldeia era o rio mais belo do mundo e Tostoi, “Quer conquistar o mundo comece pintando a sua aldeia”. Todos eles valorizando em seus escritos a terra em que se vive, em que se mora.

No final da solenidade, a Firlarmônica Woden Madruga daquela cidade fez uma bela apresentação. Em seguida, o músico potengiense Alexandre Moreira, segundo o homenageado, “capaz de se apresentar em qualquer palco do mundo”, brilhantemente deu sequência a programação musical.

Parabéns Lagoa de Velhos, terra de um povo bom, amigo e hospitaleiro, grande berço da cultura potiguar, cuja padroeira é Nossa Senhora da Conceição, Mãe de Jesus, pela justa e merecida homenagem a um de seus filhos ilustres, e Cidadão do Mundo, Woden Madruga.

Voltaremos ao assunto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.