A homenagem do FLIP Potengi ao poeta da liberdade, Fabião das Queimadas

Foto: da esquerda pra direita: Carlos Alberto, um amigo, Cleiton, Vanecilio, Monique, Acaci e o editor do Blog

Na tarde da última sexta-feira (22) no auditório da Escola Estadual Maurício Freire, em São Paulo do Potengi, no encerramento do Festival Literário do Potengi, foi prestada uma homenagem ao poeta da liberdade, o potengiense Fabião das Queimadas (in memorian) um dos maiores romanceiros do Brasil.

Fabião, nascido na Fazenda Queimadas (Lagoa de Velhos) na segunda metade do século XIX, ainda no tempo da escravidão, filho de escravos, com vocação musical, cantando nas fazendas acompanhado da sua rabeca, conseguiu juntar dinheiro para comprar a sua liberdade, a de sua mãe e a de sua futura esposa.

Participaram da roda de conversa: a professora Monique (IFRN), Carlos Alberto (pesquisador da vida e obra de Fabião) e Cleiton (Portal Potengi), além de professores, estudantes, poetas, a exemplo de Vanecílio Paulo (Barcelona) admiradores e populares. Os três fizeram uma bela e bem fundamentada exposição sobre a vida e a trajetória do poeta.

“Quando forrei (libertei) minha mãe

A lua saiu mais cedo

Pra clarear o caminho

De quem deixava o degredo” (Fabião das Queimadas)

Em São Paulo do Potengi reside um bisneto de Fabião, nosso amigo Elias Fabião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.