Silvério Alves

Silvério Alves

Uma benção do Natal: Os 102 anos de vida de Dona Soledade

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Hoje, 16 de dezembro, é uma data muito especial para os familiares e amigos de Dona Soledade, residente no Bairro Campo Grande, em São Paulo do Potengi.

No dia 16 de dezembro de 1919 há 102 anos nascia a menina Soledade. Uma verdadeira benção divina. A aniversariante do dia, completamente lúcida, sorridente, conhecendo e conversando com todos que a visitam, mãe de uma filha, avó de inúmeros netos e bisavó de 5 bisnetos.

Hoje pela manhã, o editor deste blog, em companhia de Silvério Filho foi até a residência da referida senhora para parabenizá-la. Fomos muito bem recebidos por ela e por sua família. Uma abençoada alegria nesses tempos natalinos.

Encontramos Dona Soledade sentada na sua cadeira de rodas assistindo a TV Canção Nova, tendo ao lado o seu oratório coma imagens de Nossa Senhora, São Miguel Arcanjo, Santa Luzia, o Crucifixo de Jesus, a foto de Monsenhor Expedito, dentro outros santos.

Nos falou de sua longa vida, testemunha de uma história secular, sempre respeitando e cuidando da família, com temor e fé em Deus e rezando bastante. Nos disse que não perde o Programa Destaque Político que apresentamos na Rádio Potengi AM e que gosta muito do debate saudável entre o pai e o filho.

Nos falou também, que reza constantemente pedindo ao Pai do Céu pela paz no mundo, pelo fim da fome e da pandemia que flagelam a humanidade.

Dona Soledade, um exemplo de vida com dignidade, perseverança e esperança num mundo mais humano e solidário.

São 102 anos de plena lucidez. Lucidez que a humanidade está precisando demais, para debelar tantos flagelos que tanto aflige os seres humanos, especialmente os menos favorecidos e marginalizados, a grande maioria.

Viva Dona Solidade, parabéns e tudo de bom.

Categorias