Silvério Alves

Silvério Alves

“Pagando para trabalhar”, diz motorista após gasolina bater R$ 7,29 em Natal

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Com o preço da gasolina chegando a custar R$ 7,29 em alguns postos de Natal nesta terça-feira (26), muitos motoristas tem reclamado dos aumentos constantes. O reajuste tem mudado o comportamento dos consumidores, que muitas vezes precisam diminuir a frequência de utilização de veículos para não gastar mais.

O Agora RN visitou alguns postos da capital potiguar e conversou alguns dos motoristas, dentre eles, Wilson Machado, ele atribui o aumento aos governantes. “Eu não posso achar nada, porque é o sistema que funciona dessa forma. Não tem governante que dê jeito e a gente muito menos”, comentou.

Outra realidade é a dos motoristas por aplicativo, como é o caso de Brenda Nadinne. Ela contou a reportagem que muitos de seus colegas pretendem desistir da profissão. “Até algumas das pessoas que eu converso, outros motoristas, dizem que vão desistir porque acaba que a gente precisa ficar selecionando corrida”, comentou.

“Muitos dos passageiros reclamam que os motoristas estão cancelando ou demora muito para chegar. Tudo isso devido a esse aumento que, pelo que a gente está vendo, não tem previsão de diminuir, só de aumentar”, disse Brenda. Ela ainda complementou dizendo que gastou R$ 6,95 no seu último abastecimento.

O motorista de aplicativo Carlos Augusto chegou a pensar em desistir de trabalhar por conta dos aumentos. “Eu mesmo ia desistir, mas já consegui colocar o gás e continuei, mas eu ia desistir por causa dos aumentos de combustíveis que não dá. A gente estava, praticamente, pagando para trabalhar”, comento

Agora RN – Foto: Agora RN

Categorias