Silvério Alves

Silvério Alves

Justiça de Goiás determina o aumento de pena de João de Deus por crime sexual

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Uma nova sentença da Justiça do Goiás, assinada pelo juiz Renato César Dorta Pinheiro, aumentou a pena de João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, em mais dois anos e meio de reclusão. A decisão é relativa à violação sexual mediante fraude cometida por João contra uma mulher em Goiás.

Com a nova condenação, a pena de João de Deus chega a 64 anos de prisão, mas a última decisão ainda é passível de recurso.

João está em prisão domiciliar desde o início da pandemia, antes, esteve recluso no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia entre dezembro de 2018 e março de 2020.

Ele foi preso no mesmo mês em que uma série de denúncias vieram à tona contra o médium. Ele é acusado de abusar sexualmente de mulheres durante seus atendimentos espirituais. João nega todas as 330 queixas prestadas.

Diário do Poder

Categorias