Governo federal garante recursos para sete obras prioritárias no RN, entre elas, a duplicação de trecho da Reta Tabajara

O ministro do Transporte, Renan Filho, garantiu para o Rio Grande do Norte, nesta segunda (23), o financiamento para sete obras de infraestrutura prioritárias que devem ser tocadas até abril, nos 100 primeiros dias de gestão do governo Lula, com o objetivo de modernizar a malha de rodovias federais.

Três dessas sete obras estão na BR-304, sendo duas, especificamente, na Reta Tabajara: para a primeira quinzena de abril está prevista a conclusão da duplicação de um trecho com 2,9 quilômetros de extensão (entre os Km’s 286,6 e 288,4) e finalização de uma rodoviária. Nesse mesmo trecho da Reta Tabajara, também serão entregues as alças de acesso no Km 281,6.

Outros 7,3 quilômetros da BR-304/RN passarão por serviços de recuperação a serem concluídos na segunda quinzena de março. A intervenção ocorre entre os Km’s 161 e 166,3 e do Km 208 ao 210. A previsão é de entregar cinco projetos no RN até abril e lançar duas licitações para contratações de obras de manutenção ainda em fevereiro.

Nesta quinta (26), a governadora Fátima Bezerra vai participar de uma audiência com o ministro Renan Filho para discutir outras obras, como o ProTransporte Zona Norte, a duplicação da BR-304 e a federalização do trecho da BR-226 entre São Vicente e Florânia.

“Nos primeiros dias do Governo do presidente Lula estivemos em Brasília não apenas para participar da solenidade de posse, mas para tratar também dos interesses de nosso estado. Essa questão da Reta Tabajara nunca esteve fora dos planos do novo governo, conforme confirmado hoje pelo Ministério dos Transportes”, comemorou a governadora Fátima Bezerra.

A Reta Tabajara, na BR-304, liga as duas principais cidades do estado: Natal e Mossoró. A via também é considerada uma das principais estradas federais que passam pelo estado porque é através dela que é escoada a maior parte da produção do RN. Dos 70 mil veículos que passam pela BR-304 diariamente, cerca de 13 mil passam para pla Reta Tabajara.

Também serão entregues o serviço de recuperação de 5,2 quilômetros da BR-406/RN, entre os Kms 102,8 a 104,5 (Ceará-Mirim), e do 151,5 ao 155 (João Câmara); e de 4,46 quilômetros da BR-226/RN, em segmentos alternados de pistas e acostamentos. A finalização dessas duas renovações também está prevista para a primeira quinzena de abril.

Duas licitações também serão lançadas na primeira quinzena de fevereiro, segundo o planejamento do governo federal, para contratação de empresas que farão as manutenções das pontes sobre os rios Acauã II e Dois Irmãos.

Saiba Mais

Médicos da rede pública do RN entram em greve e paralisam atividades

Médicos da rede pública estadual de Saúde do Rio Grande do Norte iniciaram uma paralisação por tempo indeterminado nesta segunda-feira (28). A categoria já havia deflagrado uma greve na semana passada, mas até então, mantinha os atendimentos.

De acordo com o presidente do sindicato que representa a categoria, Geraldo Ferreira, os médicos do estado deverão suspender atendimentos agendados e cirurgias eletivas, além de reduzir em cerca de 50% os profissionais das urgências e emergências.

“Se o plantão tem quatro profissionais, vão ficar dois e os outros ali na retaguarda, se ocorrer algo extraordinário”, afirmou.

De acordo com ele, os efeitos da paralisação já são sentidos em unidades como o Hospital da Polícia Militar, o Hospital Walfredo Gurgel, Centro de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI/CRA).

Os médicos cobram a ampliação dos níveis de carreira de 16 para 20 e o pagamento do acréscimo de 3% no salário para cada nível alcançado.

Porém, de acordo com o sindicato e o governo, já há um acordo sobre o assunto, com previsão da implementação do percentual de 2% a partir de abril e um reajuste de +0,5% a partir de dezembro, levando em conta a paridade entre ativos e inativos.

Porém, o impasse que levou à paralisação envolve o pagamento de gratificação de incentivo à qualificação.

“A gestão da Sesap reforça sua disposição em negociar e manter diálogo com a categoria, reforçando a necessidade de manutenção do melhor atendimento à população”, afirmou o Governo.

G1 RNFoto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Médicos ameaçam fazer greve no Rio Grande do Norte

Médicos que atuam pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) devem definir nesta quinta-feira (24) se irão paralisar os atendimentos nas unidades hospitalares do Rio Grande do Norte. Na terça-feira (22), a categoria decretou estado de greve (situação adotada para alertar sobre a possibilidade de início do movimento). De acordo com Geraldo Ferreira, presidente do Sindicato dos Médicos do RN (Sinmed/RN), se aprovada, a paralisação deve começar na sexta-feira (25).

Os profissionais reivindicam a reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da categoria e uma gratificação de incentivo à qualificação para profissionais que concluíram algum tipo de especialização. A assembleia desta quinta-feira está prevista para as 19h. De acordo com Ferreira, um ofício foi enviado ao secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, na manhã de quarta-feira (23) com o teor da questão.

Tribuna do Norte – Foto: Reprodução

Servidores da Saúde do RN anunciam greve para quarta-feira

Servidores da saúde do estado do Rio Grande do Norte iniciam uma greve a partir desta quarta-feira (27), após o grupo aprovar a ideia durante um ato realizado em frente à Governadoria no último dia 19 de outubro. A primeira atividade de mobilização está marcada para as 9h de da quarta, em frente ao Hospital Walfredo Gurgel.

De acordo com o Sindsaúde, a greve ocorre para pressionar o Governo sobre diversas reivindicações. Entre elas, reajuste salarial, que a categoria afirma não receber há mais de dez anos; o ponto eletrônico, que supostamente não abarca todas as categorias de forma igualitária; o atraso na apresentação do impacto financeiro das tabelas do Plano de Cargos (PCCR); a defesa de uma produtividade justa para a saúde; e as condições de trabalho nos hospitais.

No dia seguinte ao início da greve, quinta-feira (28), a direção do Sindicato será recebida pela governadora Fátima Bezerra (PT) para que se realize uma negociação das pautas da categoria.

Com informações da Tribuna do Norte – Foto: Ricardo Araújo/G1