Vacina contra covid-19 desenvolvida no Brasil começa a ser testada em humanos

Com mais de mil inscritos para participarem dos ensaios clínicos, a Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, começou a aplicar nesta sexta-feira, 25, a primeira vacina contra Covid-19 desenvolvida com tecnologias e insumos totalmente brasileiros e financiado por instituições nacionais. O imunizante ainda está em fase de testes.

Com o nome de SpiN-Tec MCTI UFMG, a vacina foi produzida no Centro de Tecnologia de Vacinas (CTVacinas) da UFMG em parceria com a Fiocruz Minas. Com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para testes clínicos, a procura por voluntários se deu logo após aprovação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), grupo que avalia a ética nos protocolos de pesquisa com humanos. O CTVacinas recebeu em menos de dez dias mais de mil pessoas inscritas como voluntárias para a triagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *