Ataque criminoso a tiros em transformadores suspende abastecimento na Adutora Monsenhor Expedito; 30 municípios do RN estão sem água

As 30 cidades atendidas pela Adutora Monsenhor Expedito estão com o abastecimento suspenso nesta segunda-feira (6), depois que a Estação de Bombeamento 1 (EB-1), localizada na Lagoa do Bonfim, sofreu um atentado. Tiros foram disparados contra os dois transformadores da estação, provocando avaria nos equipamentos e paralisação no funcionamento do sistema de abastecimento.

A Caern já está tomando as providências necessárias na esfera policial, com a comunicação de um boletim de ocorrência, ao mesmo tempo em que técnicos da companhia fazem um levantamento da situação para colocar os equipamentos novamente em funcionamento. A previsão é que o serviço seja restabelecido até esta quarta-feira (8).

Depois da retomada do fornecimento, será necessário aguardar até 48 horas para que o abastecimento esteja completamente normalizado.

As cidades atendidas pela Adutora Monsenhor Expedito são Rui Barbosa, São Pedro, São Tomé, São Paulo do Potengi, Japi, Coronel Ezequiel, Jaçanã, São Bento do Trairi, Lajes Pintadas, São José de Campestre, Serrinha, Sítio Novo, Boa Saúde, Serra Caiada, Lagoa de Velhos, Barcelona, Bom Jesus, Lagoa Salgada, Lagoa de Pedras, Tangará, Santa Cruz, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento, Passa e Fica, Lagoa D`anta, Monte Alegre, Ielmo Marinho, Santa Maria, Senador Eloi de Souza e Campo Redondo.

Fonte: Agora RN

“No início de 2022 chega ao meu RN”, diz Rogério Marinho sobre águas do Rio São Francisco

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, vistoriou nesta quinta-feira (2) as obras de três barragens que compõem o Projeto de Integração do Rio São Francisco na Paraíba. Uma delas foi a de Boa Vista, que, com 260 milhões de metros cúbicos de capacidade de armazenamento, é a maior estrutura do gênero de toda a transposição.

O ministro fez uma publicação nas redes sociais dizendo que o presidente Bolsonaro entregou a ele a missão de concluir “obras que garantam emancipação do povo do Nordeste”, o que está sendo cumprido pelo ministro potiguar. Ele previu ainda que as águas do São Francisco devem chegar ao Rio Grande do Norte no início de 2022.

“Para um nordestino, é uma emoção muito grande ver a água correndo forte pelo Sertão. Quando o presidente Jair Bolsonaro assumiu, o eixo norte abastecia apenas Pernambuco, o estado original. Hoje, está concluído e já abastece também CE e PB. No início de 2022 chega ao meu RN”,escreveu.

Grande Ponto

Carreta se envolve em acidente, quebra cano de adutora e a cidade de Riachuelo fica sem água

Um acidente envolvendo um caminhão carregado de telhas e uma carreta foi registrado na madrugada desta sexta-feira (26), na BR-304, próximo ao município de Riachuelo, que fica a 71 km de Natal.

Segundo informações da Polícia Militar, o motorista do caminhão tentou desviar de um carro de passeio quando uma carreta teria batido lateralmente na traseira do caminhão.

A carreta saiu da pista, desceu a ribanceira e quebrou o cano da adutora (Sertão Central Cabugi) que abastece a região. Com isso, a cidade de Riachuelo ficou sem água. A previsão dada pela Caern é que o sistema seja restabelecimento volte ao normal às 17h. O motorista da carreta foi resgatado e sofreu fratura no braço.

G1RN

São Paulo do Potengi: Barragem Campo Grande chegará janeiro em estado hidrológico considerado ‘bom’

O Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn) realizou, por meio da sua coordenação de Gestão Operacional, um estudo hidrológico dos reservatórios monitorados pelo instituto, que busca auxiliar na gestão dos recursos hídricos, dando suporte para os processos decisórios de alocação de águas dos mananciais potiguares.

Dentre os mananciais acompanhados pelo Igarn, A barragem Campo Grande de São Paulo do Potengi, com capacidade para armazenar 23 milhões de metros cúbicos do precioso líquido e que está com cerca de 8 milhões de metros cúbicos (35,85% de sua capacidade, com a última atualização feita em 27 de setembro do corrente ano) conseguirá chegar janeiro do próximo anos, em um estado hidrológico considerado ‘bom’. Ou seja, atendendo a todas as necessidades sem restrições.

Nesta segunda (8) está faltando água em Riachuelo/RN

Segundo informações que chegaram na nossa redação, a CAERN está realizando uma parada programada no abastecimento d’água na cidade de Riachuelo, pois está sendo instalado um equipamento de medição de vazão, dentro do Projeto Água Justa Riachuelo, em modelo piloto.

O serviço será concluído logo mais às 17 horas e o abastecimento normalizado em 72 horas.

Reunião detalha ações do Governo do RN visando a preservação da lagoa do Bonfim

Uma reunião realizada na manhã desta quarta-feira (03), envolvendo o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Pitimbu, tratou da atual situação da Lagoa do Bonfim e das ações realizadas pelo Governo do RN, através da Caern, para diminuir a retirada de águas do manancial.

Segundo o diretor de Operação e Manutenção da Caern, Thiago Índio, ainda durante o ano de 2020 foram abertas 15 ordens de fiscalização em que foram identificadas 11 irregularidades no trecho principal da adutora Monsenhor Expedito.

A Caern realizou a manutenção e reativação de 9 poços, localizados na região de Boa Ciça, somente durante o mês de outubro, outros três estão passando por reparos, em um total de 12 poços que irão ajudar a diminuir a retirada de água da lagoa. A expectativa é de que até dezembro de 2021, os atuais 700 m³/h, sejam reduzidos para 350 m³/h.

Já as ações que deverão acontecer a médio prazo também serão concluídos os testes e adequações da adutora de Boa Cica. Já a longo prazo existe ainda em desenvolvimento o projeto da adutora de Nova Cruz, que possibilitará a redução do número de municípios atendidos pela adutora Monsenhor Expedito. BG

CAERN comunica motivo da falta d’água, em municípios da Região Potengi

A Caern comunicou que os municípios de Bom Jesus, São Pedro do Potengi, São Paulo do Potengi, Ielmo Marinho e Santa Maria, bem como suas comunidades rurais, estão com o abastecimento reduzido em decorrência de problema mecânicos no sistema da Adutora Monsenhor Expedito. A Caern detectou o defeito em uma das bombas da Estação de Bombeamento 7 e está providenciando o conserto.

Enquanto equipes trabalham no reparo da bomba, a estação está trabalhando com 30% de sua capacidade. A previsão é que o serviço seja concluído neste sábado (6), com o prazo de 72 horas para a completa recuperação do fornecimento.

A Caern recomenda que a população das áreas atingidas use a água reservada de forma racional, a fim de minimizar os transtornos do período.

Com informações do SPP News

População de São Paulo do Potengi clama por água

Em todos os bairros de São Paulo do Potengi há gente reclamando por água, que não chega nas torneiras.

Sabemos que vivemos uma seca tremenda, mas, até o momento, não se sabe ao certo o motivo específico dessa escassez pela qual vem passando a cidade.

O blog está aberto para dar publicidade a eventuais esclarecimentos das autoridades competentes.

Os bairros Monsenhor Expedito e Novo Juremal estão sem água

A CAERN informa aos moradores dos bairros Monsenhor Expedito e Novo Juremal localizados em nossa cidade, que está sendo instalada uma bomba no Juremal e assim que o trabalho for concluído, o abastecimento dos dois bairros será normalizado.

Os 24 reservatórios que chegarão a janeiro, em estado bom; dentre eles a Barragem Campo Grande

O Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn) realizou, por meio da sua coordenação de Gestão Operacional, um estudo hidrológico dos reservatórios monitorados pelo Instituto, que busca auxiliar na gestão dos recursos hídricos, dando suporte para os processos decisórios de Alocação de Águas dos mananciais potiguares. 

O estudo realizado pelo Igarn calculou a capacidade de atendimento às demandas de consumo dos reservatórios monitorados pelo Igarn até janeiro de 2022.

Os reservatórios que conseguirão atingir janeiro de 2022 em um estado hidrológico considerado “bom”, ou seja, atendendo a todas as necessidades sem restrições, são 24: Boqueirão de Parelhas; Carnaúba, localizado em São João do Sabugi; Armando Ribeiro Gonçalves, localizada em Assu; Mendubim, também em Assu; Apanha Peixe e  Santo Antônio de Caraúbas, ambos localizados em Caraúbas; o açude Municipal de Encanto; Flechas, localizado em José da Penha; o açude público de Lucrécia; o açude Público de Marcelino Vieira; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes; a barragem de Pau dos Ferros; Riacho da Cruz II; Rodeador, localizado em Umarizal; Santa Cruz do Apodi, localizada em Apodi; Santana, localizada em Rafael Fernandes; Umari, localizado em Upanema; a barragem de Poço Branco e Campo Grande, localizado em São Paulo do Potengi; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes e Tabatinga, localizado em Macaíba.

Foto acima: Barragem Campo Grande de São Paulo do Potengi

Sete municípios do RN estarão com abastecimento suspenso nesta quarta-feira; dentre eles, Riachuelo

A Caern estará realizando nesta quarta-feira (22) um serviço de manutenção em um conjunto motobomba na estação de bombeamento 1 (EB1), em Itajá. Por causa disso, ficará suspenso o abastecimento de água durante o dia para as cidades de Angicos, Fernando Pedrosa, Pedro Avelino, Lajes, Jardim de Angicos, Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo, além da localidade de Cachoeira do Sapo.

A previsão é que o serviço seja concluído no final da tarde do mesmo dia, com a imediata retomada do fornecimento. No entanto, para que o abastecimento esteja completamente normalizado, será necessário aguardar um prazo de até 72 horas.

A Caern recomenda à população dos municípios afetados que utilize de forma racional a água reservada nos imóveis, a fim de diminuir os eventuais transtornos do período.

A Lagoa do Bonfim, que abastece as regiões do Agreste, Potengi e Trairi através da Adutora Monsenhor Expedito, está com 48% de sua capacidade total

O Governo do Rio Grande do Norte, através do Instituto de Gestão de Águas do RN, informa que a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, que contempla cerca de 30 municípios e dezenas de comunidades rurais do Agreste, Potengi e Trairi, acumula 40.819.947 m³, percentualmente, 48,44% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³ do precioso líquido.

Atenção quem utiliza água da Barragem Campo Grande; dias 1º e 2 de setembro haverá liberação de outorgas, no CENTRAF de São Paulo do Potengi

Atenção proprietários rurais e agricultores familiares, que utilizam a água da Barragem Campo Grande, nesta quarta e quinta-feira, 1º e 2 de setembro, haverá um grande mutirão coordenado pelo Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte, em parceria com outras instituições, com o objetivo de liberar outorgas para o uso da água da referida Barragem.

A liberação da documentação acontecerá no CENTRAF do Novo Juremal, localizado em São Paulo do Potengi, nos expedientes da manhã e tarde.

A outorga vale também para os ribeirinhos que têm suas propriedades na parte leste da Barragem (ou seja rio abaixo) pois existe ampla possibilidade de que a comporta do açude seja gradativamente aberta para perenizar o rio.

Maiores informações na EMATER, Secretaria Municipal de Agricultura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais, em nossa cidade.

Teremos outras informações.

São Paulo do Potengi: A comporta da Barragem Campo Grande será aberta para liberar água para os ribeirinhos

Na manhã dessa terça-feira, 17 de agosto, aconteceu uma importante reunião no CENTRAF, localizado no Novo Juremal, em nossa cidade, com o objetivo de discutir o uso racional da água da Barragem Campo Grande, especialmente pelos produtores rurais e agricultores familiares que possuem suas propriedades na parte leste da Barragem. Ou seja, Rio Potengi abaixo.

Do evento, promovido pela Secretaria de Agricultura de São Paulo do Potengi, participaram: o Secretário Municipal de Agricultura, Neílson Azevedo, o Diretor Geral do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte, Auricélio Costa, representantes da EMATER/RN e de Sindicatos Rurais, vereadores potengienses, João Cabral, Kekel e Rodrigo, além de agropecuaristas de nosso município e de São Pedro.

Na ocasião foram discutidos dentre outros pontos, o aumento da vasão da comporta, com o objetivo de perenizar o Potengi, visando fornecer água para criadores que precisam do precioso líquido para saciar a sede de seus animais e para irrigação. Para tanto, se faz necessário a inscrição de quem precisa da água através da liberação de outorga pelo IGARN, para que ela seja melhor distribuida.

Na oportunidade foi escolhida uma comissão formada por vários membros, que servirá de ponte articuladora entre o Instituto de Gestão de Água, outras instituições e os produtores.

Atualmente, o reservatório que tem capacidade para armazenar 23 milhões de metros cúbicos de água está com 9,2 milhões de metros cúbicos.

Nos próximos dias 1º e 2 de setembro haverá um grande mutirão no CENTRAF, em nossa cidade, para inscrições e entrega de outorgas.

Maiores informações sobre o tema, na EMATER e na Secretaria de Agricultura locais.

Voltaremos ao assunto.

A Barragem Campo Grande está com 9,2 milhões de metros cúbicos de água

Segundo o Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte, a Barragem Campo Grande localizada em São Paulo do Potengi, com capacidade para armazenar 23 milhões de metros cúbicos do precioso líquido, conta atualmente com 9,2 milhões de metros cúbicos de água. Ou seja, cerca de 40% de sua capacidade.

Ainda hoje (18) publicaremos uma reportagem completa a respeito de uma importante reunião que ocorreu ontem pela manhã, no Centraf do Novo Juremal, para tratar do uso da água da Barragem.

10 cidades que recebem água da Adutora Monsenhor Expedito têm abastecimento suspenso nesta quinta (12)

As cidades de Boa Saúde, Serra Caiada, Elói de Souza, Tangará, Japi, Santa Cruz, Lajes Pintadas, São Bento do Trairi, Coronel Ezequiel e Jaçanã, na região Agreste do Rio Grande do Norte, terão uma parada no abastecimento de água nesta quinta-feira (12), das 6h às 14h.

A parada de acordo com a CAERN, será necessário para que seja feito um serviço de manutenção de uma vávula na Adutora Monsenhor Expedito, próximo à estação de bombeamento 3, em Boa Saúde. Com a conclusão do serviço o abastecimento deve ser retornado imediatamente. Mas, para a completa normalização do sistema, é preciso aguardar um prazo de até 24 horas.

Com informações do G1RN

30 municípios do RN abastecidos pela Adutora Monsenhor Expedito têm o abastecimento de água suspenso

30 municípios do Agreste, Trairi e Potengi abastecidos pela Adutora Monsenhor Expedito terão o abastecimento de água suspenso nesta terça-feira, 20 de julho, para que ocorra um serviço de manutenção na referida adutora. A suspensão ocorrerá das seis horas às 17 horas. A normalização do abastecimento acontecerá em 48 horas.

Os municípios são Rui Barbosa, São Pedro, São Tomé, São Paulo do Potengi, Japi, Coronel Ezequiel, Jaçanã, São Bento do Trairi, Lajes Pintadas, São José de Campestre, Serrinha, Sítio Novo, Boa Saúde, Serra Caiada, Lagoa de Velhos, Barcelona, Bom Jesus, Lagoa Salgada, Lagoa de Pedras, Tangará, Santa Cruz, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento, Passa e Fica, Lagoa D`anta, Monte Alegre, Ielmo Marinho, Santa Maria, Senador Eloi de Souza e Campo Redondo.

G1RN

Lagoa do Bonfim atinge menor volume em quatro meses e leva preocupação a 30 municípios do RN abastecidos pela Adutora Monsenhor Expedito

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, na Grande Natal, atingiu em julho o menor volume hídrico em quatro meses, quando registrou 48,68% de ocupação de sua capacidade total que é de 84.268.200 m³, de acordo com acompanhamento da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Especialistas fazem um alerta para os efeitos da queda do nível do reservatório nos 30 municípios da região Agreste, inclusive no abastecimento de água.

Isso porque a retirada das águas — feita principalmente pela Adutora Monsenhor Expedito, da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) — não vem sendo compensada pela recarga feita pelas chuvas, devido à redução do volume registrado em todo o estado. Entre janeiro e junho, o acumulado de chuvas no Rio Grande do Norte foi de 430,7 mm, valor 36% abaixo da média para o período.

Tribuna do Norte

Os moradores dos bairros Novo Juremal e Monsenhor Expedito estão clamando por água

Atenção dona CAERN, os moradores dos bairros Novo Juremal e Monsenhor Expedito, em nossa cidade, clamam por água a dona CAERN. Já são mais de 15 dias que o precioso líquido não pinga nas torneiras de que mora nos referidos bairros. A água é um direito sagrado de todo ser humano, sem ela não podemos viver. Imagine em tempos de pandemia sem água para beber, higiene pessoal, lavar louça, roupa e assim por diante.

Segundo moradores das citadas localidades com quem conversamos, a falta d’água acontece com frequência nos dois locais.

A Lagoa do Bonfim que abastece a Adutora Monsenhor Expedito, acumula 50,28% do seu volume total

Segundo o Instituto de Gestão de Águas do RN (IGARN) que monitora 47 reservatórios com capacidade superior a 5 milões de métros cúbicos, em nosso estado, a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.371.761 m³, percentualmente, 50,28% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.