Inflação em abril entre os mais pobres é 17,6% maior que para os mais ricos

As famílias de renda mais baixa foram as que mais sentiram o aumento nos preços da economia em abril. A alta de preços foi de 1,06%, ante um resultado de 1,00% na faixa de renda mais alta, informou nessa segunda-feira (16), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os dados acumulados no ano até o mês de abril indicam taxas de inflação entre 3,7% para o segmento de renda alta e 4,5% para o segmento de renda muito baixa.

No acumulado em 12 meses, a inflação percebida pelo grupo de renda muito baixa foi 17,6% maior do que a sentida pela alta renda, segundo o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda. No grupo de renda muito baixa, a inflação acumulada nos 12 meses terminados em abril foi de 12,7%, enquanto que entre as famílias de renda alta essa variação foi de 10,8%.

“Enquanto a elevação dos preços dos alimentos no domicílio foi o principal fator de pressão inflacionária para as três classes de renda mais baixa no mês, para os outros três segmentos de renda os aumentos do grupo ‘transportes’ foram os que tiveram maior impacto”, apontou a técnica Maria Andreia Parente Lameiras, autora da Carta de Conjuntura do Ipea.

Estadão Conteúdo

Governo Federal estuda baixar conta de luz

O governo analisa adiar o pagamento da outorga caso a Eletrobras seja privatizada. Em troca haveria pagamento antecipado da Eletrobras à CDE (conta de desenvolvimento energético).

A CDE é um fundo que financia vários subsídios setoriais do setor elétrico, incluindo usinas de biomassa e energia solar. Com esse pagamento antecipado, os consumidores deixariam de bancar subsídios a empresa. Isso reduziria a conta de luz e a inflação.

A privatização da Eletrobras foi aprovada pelo Congresso Nacional. Mas está em análise pelo TCU (Tribunal de Contas da União), que retomará a discussão sobre a venda da estatal em 18 de maio.

Poder360

Rio Grande do Norte tem mais pessoas com Auxílio do que empregadas

O Rio Grande do Norte fechou o mês de março com menos postos de empregos formais do que beneficiários do Auxílio Brasil (AB). Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que o Estado terminou o primeiro trimestre de 2022 com 437.500 trabalhadores formais com carteira assinada (excluindo o setor público), enquanto que o número de beneficiários do programa Auxílio Brasil é de 443.398 potiguares. De acordo com especialistas, o cenário é considerado preocupante e denuncia a fragilidade do mercado de trabalho potiguar.

Segundo levantamento do Ministério da Cidadania, o Rio Grande do Norte tem 443 mil beneficiários do auxílio do Governo Federal, que substituiu o Bolsa Família como um dos principais programas de transferência direta e indireta de renda para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. No mês passado, foram injetados R$ 181,2 milhões na economia local com o Auxílio Brasil. O rendimento médio de cada pessoa cadastrada no programa assistencial é de R$ 408, valor que cobre apenas 70% de uma cesta básica em Natal (R$ 575,33).

“É uma balança que pende para o lado da vulnerabilidade. Isso mostra a nossa situação no Estado, que é uma situação de absoluta dependência da proteção social. Nós temos um mercado de trabalho que é restrito para boa parte da população, um mercado informal que não dá conta de absorver toda essa massa gigantesca de pessoas e essas pessoas acabam precisando dessa proteção social, que é parte constituinte da nossa sociedade. Esses programas viraram parte fundamental de sustentação da vida”, comenta o economista Cassiano Trovão.

Somente em março passado, 1.069 postos de trabalho deixaram de existir no Rio Grande do Norte. Considerando os três primeiros meses deste ano, o saldo é ainda pior, com uma perda de 2.157 empregos. O dado registrado é 147% menor do que o contabilizado no mesmo período do ano passado, quando o Estado havia gerado 4.569 empregos de janeiro a março. Segundo o economista Janduir Nóbrega, o movimento foi ditado pela pandemia de covid. O especialista acrescenta ainda que a sazonalidade de postos de trabalho na agropecuária também ajuda a compreender o saldo negativo.

Tribuna do Norte

Petrobras reduz em 5,58% preço médio do gás de cozinha vendido a refinarias

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (8) a redução do preço do gás de cozinha, também conhecido como GLP (gás liquefeito de petróleo), em 5,58%. O valor por quilo para as distribuidoras foi reduzido em R$ 0,25: de R$ 4,48 para R$ 4,23.

Com isso, o valor do botijão de 13 kg cai para R$ 54,94, o que representa uma diminuição média de R$ 3,27 por botijão — que antes custava R$ 58,24. Os novos preços valem a partir deste sábado (9).

No site da empresa, uma nota publicada informa que as cotações e as taxas de câmbio se estabilizaram em um patamar inferior para o produto. Isso explicaria a baixa. “A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais“, diz o texto.R7

Receita Federal prorroga prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

A Receita Federal decidiu prorrogar o prazo de entrega da declaração de ajuste anual do Imposto de Renda de 2022 até 31 de maio, um mês além do prazo original previsto para 29 de abril. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (5) e assinada pelo Secretário Especial da Receita Julio Cesar Vieira Gomes.

A entrega da declaração do IR começou em 7 de março. Segundo a Receita, até esta segunda-feira (4), mais de 10 milhões de declarações já foram entregues. Quem não cumprir o prazo deverá pagar multa, no valor de 1% ao mês sobre o valor do imposto de renda devido.

Para o diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos, é importante também acompanhar situação da declaração do IR após entrega. “O ideal é continuar consultando ao aplicativo da Receita Federal, o processamento da declaração”, disse em entrevista à CNN Rádio.

“Se constatar inconsistência, o contribuinte pode explicar o motivo e fazer a retificação sem nenhum tipo de penalidade para corrigir a emissão de lançamento ou um feito incorretamente”, afirmou.

CNN Brasil

Feijão verde na vagem, na feira de São Paulo do Potengi você compra 5 quilos por 10 reais

Na manhã deste sábado, 2 de abril, a reportagem do Blog percorreu a feira de São Paulo do Potengi (a 1ª do mês de abril), com muita gente presente vinda de toda parte e constatou que houve uma queda significativa no preço do feijão verde, produto muito apreciado por todos nós potengienses e nordestinos.

Devido ao bom inverno que vem caindo na nossa região, a oferta do produto aumentou bastante, consequentemente baixando o seu preço.

Encontramos feijão verde na vagem de qualidade muito boa, 5 quilos por apenas 10 reais. O feijão debulhado que chegou a custar 20 reais, encontramos o quilo de 12, 10 e até de 8 reais.

Banco Central: servidores ameaçam com “greve severa” e paralisação do Pix

Servidores públicos do Banco Central (BC) afirmam que, se os servidores não estiverem incluídos na medida provisória com o reajuste para os policiais, a greve será mais severa e poderá interromper, total ou parcialmente, o Pix — sistema de pagamento instantâneo. No início da semana, o grupo anunciou greve por tempo indeterminado a partir de 1° de abril, após se reunir em uma assembleia e ter a adesão de 90% do quadro de servidores.

“Se os técnicos e analistas do BC não estiverem nesta Medida Provisória, a greve será ainda mais forte e poderá interromper, total ou parcialmente, o Pix, a distribuição de moedas e cédulas, a divulgação do boletim Focus e de diversas Taxas, o funcionamento do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), a mesa de operações do Demab e outras atividades”, disse em nota o Sindicato Nacional de Funcionários do Banco Central (Sinal).

Segundo a categoria, houve uma reunião virtual com o presidente do BC, Roberto Campos Neto, na última terça-feira (29), às 16h. “Mas foi um fiasco: nenhuma proposta oficial foi feita”, informou o Sinal. “Até agora, não foi marcada uma outra reunião com Campos Neto ou com algum ministro do governo Bolsonaro, mas o sindicato reiterou a cobrança da reunião com o presidente da República para tentar achar uma solução negociada.”

O presidente do Sinal, Fábio Faiad, observou que a greve dos servidores da entidade monetária será feita respeitando a lei de serviços essenciais, mas ele lembra que o Pix e outras atividades do BC não se encontram dentro do escopo da lei, portanto, podem sofrer paralisações parciais e até totais.

Preço da gasolina não cairá com troca na Petrobras, dizem analistas

A troca na presidência da Petrobras, anunciada nesta segunda-feira (28/3), não terá efeito sobre o preço dos combustíveis, segundo economistas ouvidos pelo Metrópoles. O curto tempo até as eleições e entraves de governança para proteger a própria companhia são algumas das explicações para o fato de essa mudança não se refletir no valor cobrado pela empresa.

Economista-chefe da Infinity Asset Management, Jason Vieira afirma que a troca na presidência da empresa não é suficiente para causar uma alteração na dinâmica. “Pode haver mudanças nas políticas da Petrobras, mas mesmo essas mudanças têm travas de conduta, então é difícil acreditar que haja alguma alteração real”, diz.

Desde 2016, no governo Temer, a política de preços adotada pela estatal é seguir a paridade com o mercado internacional. Assim, o preço dos combustíveis é diretamente afetado pela cotação do dólar e pelo valor do barril no mercado.

A demissão do general Joaquim Silva e Luna da presidência da petrolífera é, desta forma, vista por especialistas apenas como uma jogada política do presidente Jair Bolsonaro (PL). Neste mês, por exemplo, houve um reajuste no preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras em 18,8%. Para o diesel, o preço médio subiu 24,9%.

A expectativa é de que Adriano Pires assuma o cargo após o dia 13 de abril, quando acontecerá a Assembleia Geral Ordinária do Conselho de Administração da Petrobras. Em uma de suas últimas declarações públicas, Pires defendeu a criação de fundo de estabilização para evitar repasses de preço ao consumidor do petróleo.

Nome adequado

O nome é encarado como uma escolha técnica e que foi bem-recebida pelo mercado, apesar de uma queda nas ações da estatal. “A Petrobras hoje, em relação ao petróleo, não teve uma queda expressiva. É porque o mercado entende o nome do Adriano Pires como adequado”, afirma o economista-chefe da corretora de valores Necton, André Perfeito.

Nesta segunda, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) cederam 2,63%, negociadas a R$ 34,08, logo depois da informação da troca. As ações preferenciais (PETR4, sem direito a voto) caíram 2,17%, e ficaram cotadas a R$ 31,60.

O petróleo teve uma queda de cerca de 7%, em função de movimentações internacionais.

Efeitos na Bolsa

Economistas avaliam que efeitos sobre o dólar e a bolsa também não serão expressivos, uma vez que Petrobras é apenas um entre vários fatores importantes do mercado.

O dólar teve, nesta segunda, uma alta de alta de 0,53%, negociado a R$ 4,7716, após oito dias consecutivos de queda. Porém o aumento na cotação estaria relacionado a mudanças no cenário internacional mais do que ao anúncio da estatal.

Governo considera subsídio

Em busca de uma forma alternativa de abaixar o preço dos combustíveis, o governo estuda a possibilidade de criar um novo programa de subsídio temporário. A proposta é estipular um valor fixo de referência para a cotação dos combustíveis e subsidiar a diferença entre esse valor e a cotação internacional do petróleo. O pagamento seria feito a produtores e importadores de combustíveis.

Câmara Municipal aprova Projeto de Isenção de Imposto a Indústria de Castanhas de São Paulo do Potengi

A Câmara Municipal de São Paulo do Potengi aprovou por unanimidade na última quinta-feira, 24 de março, o PL 11/2022 de autoria do Poder Executivo, que concede isenção de Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) e da taxa de Alvará de Localização e funcionamento pelo prazo de quatro anos à Industria de Castanhas Greenlife Cashew, com sede em nossa cidade.

De acordo com a justificativa do projeto, a medida é um incentivo fiscal à empresa e vale pelo período de 1º de janeiro de 2021 até 31 de dezembro de 2025. Em contra partida a empresa terá que cumprir uma meta de manter em seu quadro de funcionários 75% de residentes e domiciliados em São Paulo do Potengi. A íntegra do projeto está disponível para consulta popular em: https://www.camaraspp.rn.gov.br/projetos-de-lei-2022 A matéria foi encaminhada para sanção do Prefeito Pacelli.

Governo confirma troca na Petrobras e anuncia novo presidente da companhia: Adriano Pires

O Ministério de Minas e Energia anunciou nesta segunda-feira (28) a indicação de Adriano Pires para a presidência da Petrobras e de Rodolfo Landim para a presidência do Conselho de Administração.

O nome do economista Adriano Pires substitui o do general Joaquim Silva e Luna entre os conselheiros da empresa indicados pelo acionista controlador.

A troca passa a valer na assembleia de acionistas, marcada para o dia 13 de abril, e ocorre  em meio à pressão política sobre a Petrobras por causa do aumento dos preços dos combustíveis.

Adriano Pires é graduado em Economia, Doutorado em Economia Industrial pela Universidade de Paris XIII, Mestrado em Planejamento Energético. É Diretor-Fundador do Centro Brasileiro de InfraEstrutura (CBIE), coordenando projetos e estudos para a indústria de gás natural, a política nacional de combustíveis, o mercado de derivados de petróleo e gás natu

Landim é mais conhecido por comandar o Clube Regatas do Flamengo, porém, tem ampla experiência no setor de óleo e gás. Ocupou cargos de gestão na Petrobras por 26 anos, incluindo a presidência da Gaspetro e da BR Distribuidora.

Deixou a estatal para trabalhar com o empresário Eike Batista na mineradora MMX e na petroleira OGX, mas se desentendeu com ele antes de o conglomerado quebrar.

Fundou então sua própria petroleira, a Ouro Preto Óleo e Gás que acabou vendendo para um grupo de investidores em fevereiro de 2020. Chegou a ser cotado para a presidência executiva da Petrobras em diversas ocasiões.

CNN Brasil

Empresários veem melhora em bares e restaurantes em Natal

O setor de alimentação fora do lar em Natal mostrou indícios de recuperação nos primeiros meses de 2022. Segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/RN), 41% dos estabelecimentos da capital disseram que janeiro de 2022 foi melhor que o mesmo período do ano passado. O número de empresários que relataram prejuízo nesse mês (37%) ficou abaixo da média registrada nacionalmente, que correspondeu a 43%.

Em uma análise mais aprofundada, a pesquisa também apontou que 24% dos estabelecimentos obtiveram lucro em suas atividades enquanto 37% permaneceram em equilíbrio econômico no período estudado. Comparado ao mês de dezembro de 2021, 44% disseram ter um faturamento menor em janeiro. De acordo com Max Fonseca, conselheiro nacional da Abrasel, o setor potiguar tem uma capacidade de recuperação muito rápida.

Tribuna do Norte – Foto: Adriano Abreu

Preço da gasolina chega a 8 reais em Natal após reajuste da Petrobras

O preço da gasolina comum chegou a até 8 reais em postos de combustíveis de Natal no início da tarde desta quinta-feira (10), poucas horas após a Petrobras anunciar um reajuste de 18,8% no valor cobrado pelo combustível nas refinarias.
O aumento chegou ao consumidor antes mesmo de começar a valer nas refinarias – o que vai acontecer a partir da manhã de sexta-feira (11).
Na última pesquisa semanal de preços da Agência Nacional do Petróleo, do dia 5 de março, o preço médio encontrado na cidade era de R$ 6,85 – a diferença é de R$ 1,14 por litro, em relação ao novo valor.

Preço do gás de cozinha sobe nesta sexta e pode chegar a R$ 130 no RN, diz sindicato de revendedores

O preço do botijão de gás de cozinha vai aumentar nesta sexta-feira (11) no Rio Grande do Norte. De acordo com o Sindicato dos Revendedores Autorizados de Gás Liquefeito de Petróleo (Singás-RN), o preço do botijão vai variar de R$ 125 a R$ 130 no estado.

O valor vai sofrer novo reajuste em função do aumento de 16,1% para as distribuidoras, anunciado pela Petrobrás na quarta-feira (9). Segundo a estatal, o preço passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg. De acordo com o presidente do Singás-RN, Francisco Correia, o preço vai ser reajustado nesta sexta-feira (11).

Ele reconhece que o aumento gera muita reclamação dos consumidores. “Nos últimos meses houve um aumento de mais de R$ 40 no preço do botijão. Realmente para a população que ganha um salário mínimo é muito difícil e a reclamação é muito grande. A insatisfação das classes C, D e E é enorme. A gente vê, inclusive, muita gente que está cozinhando à lenha por causa dessa dificuldade”, disse Francisco.

G1 RN

PETROBRAS eleva preço da gasolina em 18% e diesel sobe 25%

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, 10, que vai elevar o preço da gasolina e do diesel, após 57 dias sem reajustes. Para a gasolina, a alta será de 18% e, para o diesel, de quase 25%. Os novos valores começam a ser praticados nesta sexta-feira, 11.

“Após serem observados preços em patamares consistentemente elevados, tornou-se necessário que a Petrobras promova ajustes nos seus preços de venda às distribuidoras para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem riscos de desabastecimento”, disse a empresa em nota.

O preço do petróleo no mercado internacional já vinha em alta e a situação se gravou de maneira dramática nos últimos 15 dias, em decorrência do conflito entre Ucrânia e Rússia, que é um importante produtor de petróleo e gás natural. Nesta semana, a situação se agravou ainda mais com a decisão dos Estados Unidos de proibir a importação da commodity.

O movimento influencia os preços no Brasil, já que a Petrobras segue a paridade internacional.

Com isso, o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro. “Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,37, em média, para R$ 2,81 a cada litro vendido na bomba. Uma variação de R$ 0,54 por litro”, diz.

Para o diesel, o preço médio vai de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro. “Considerando a mistura obrigatória de 10% de biodiesel e 90% de diesel A para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 3,25, em média, para R$ 4,06 a cada litro vendido na bomba. Uma variação de R$ 0,81 por litro”.

“A redução na oferta global de produto, ocasionada pela restrição de acesso a derivados da Rússia, regularmente exportados para países do ocidente, faz com que seja necessária uma condição de equilíbrio econômico para que os agentes importadores tomem ação imediata, e obtenham sucesso na importação de produtos de forma a complementar o suprimento de combustíveis para o Brasil”, disse a companhia por meio de nota.

Com informações da CNN Brasil – Foto: REUTERS/Sergio Moraes

Preço de alimentos deve subir com guerra na Ucrânia, diz Ministra da Agricultura Tereza Cristina

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta quarta-feira (2) que a expectativa do governo é a de que o preço dos alimentos sofra uma alta, em mais uma consequência da guerra na Ucrânia.

A Rússia é um dos principais fornecedores de fertilizantes no mundo e os preços do insumo devem subir por conta das dificuldades logísticas causadas pelo conflito e das sanções aplicadas por Estados Unidos e aliados.

“Isso tudo [essa alta dos alimentos] depende. Se a guerra acabar hoje ou amanhã, é um impacto [aumento de preço menor]. Se continuar por mais tempo, é outro”, disse a ministra. Segundo ela, a estratégia do governo para evitar reajustes elevados será a diversificação de fornecedores de adubos e fertilizantes.

“Tudo vai depender do tempo [de duração da guerra]. A gente tem que diminuir esses impactos, achar alternativas para ter o fornecimento. O preço [quem faz] é o mercado. O trigo subiu nas alturas porque a a Ucrânia é um grande produtor. Hoje o mundo é globalizado. O preço [dos alimentos] a gente acha que terá uma alta. A soja subiu, caiu um pouco depois. O milho subiu e caiu depois. Isso é uma commodity. Temos de acompanhar e diminuir os impactos”, complementou.

Folha de S. Paulo

Auxílio Brasil de R$ 400 começa a ser pago nesta segunda-feira a 18 milhões de pessoas

A Caixa começa a pagar nesta segunda-feira (14) o Auxílio Brasil de fevereiro para 18 milhões de pessoas. Serão beneficiados hoje com a parcela de R$ 400 mensais aqueles com NIS (número de identificação social) final 1. Foram incluídas mais 556 mil pessoas neste mês, com repasse total de R$ 7,3 bilhões.

As transferências serão realizadas até 25 de fevereiro, sempre nos dias úteis. Os pagamentos seguem o calendário habitual do programa, de acordo com o NIS.

As famílias incluídas em fevereiro receberam notificações, mas a mensagem informou um valor parcial, pois a folha estava em processamento. Os valores totais, incluindo o benefício extraordinário, que elevou o valor mínimo do Auxílio Brasil para R$ 400 até dezembro de 2022, só estarão integralmente disponíveis nos canais de consulta a partir desta segunda-feira.

Calendário do Auxílio Brasil em fevereiro

NIS 1 – Recebe no dia: 14/02
NIS 2 – Recebe no dia: 15/02
NIS 3 – Recebe no dia: 15/02
NIS 4 – Recebe no dia: 17/02
NIS 5 – Recebe no dia: 18/02
NIS 6 – Recebe no dia: 21/02
NIS 7 – Recebe no dia: 22/02
NIS 8 – Recebe no dia: 23/02
NIS 9 – Recebe no dia: 24/02
NIS 0 – Recebe no dia: 25/02

O Ministério da Cidadania destaca que, para que consigam ser habilitadas no programa, as pessoas devem atender aos critérios de elegibilidade e ter os dados atualizados no CadÚnico (Cadastro Único) nos últimos 24 meses. Além disso, as informações no cadastro não podem ser divergentes das de outras bases do governo federal.

R7

PETROBRAS APROVA VENDA DO POLO POTIGUAR POR MAIS DE US$ 1 BILHÃO

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta sexta-feira (28) a venda da totalidade de participação da companhia em um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestres e de águas rasas localizados na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte.

O negócio inclui ainda a infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

A compra será feita pela empresa 3R Potiguar S.A., subsidiária integral da 3R Petroleum Óleo e Gás S.A.

De acordo com a Petrobras, o valor total da venda é de US$ 1,38 bilhão, sendo US$ 110 milhões pagos na data de assinatura do contrato de compra e venda; US$ 1,04 bilhão no fechamento da transação; e US$ 235 milhões que serão pagos em quatro parcelas anuais de US$ 58,75 milhões, a partir de março de 2024.

Com informações do G1 – Foto: Getúlio Moura

Prefeitura de São Paulo do Potengi, em parceria com o Governo do RN, entrega mais 64 mil reais a microemprendedores

Na última terça-feira (18), ocorreu mais uma entrega de Microcrédito do AGN para os microempreendedores de São Paulo do Potengi. Foram 25 empreendedores beneficiados totalizando mais 64 mil reais.
A entrega ocorreu em parceria com o Governo do RN, por meio da Agência de Fomento do RN (AGN).
A entrega com a presença, dentre outros, do prefeito de São Paulo do Potengi, Pacelli, e da Presidente do AGN Márcia Maia.
Com informações da TV UP

Auxílio Brasil deve injetar, no mínimo, R$ 84 bilhões na economia, aponta estudo da CNC

Estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) analisa que o programa Auxílio Brasil deverá injetar na economia, ao longo deste ano, pelo menos R$ 84 bilhões, dos quais 70,43%, ou o equivalente a R$ 59,16 bilhões, deverão se transformar em consumo imediato, enquanto 25,74% (R$ 21,62 bilhões) se destinarão para quitação ou abatimento de dívidas e 3,83%, ou R$ 3,21 bilhões, serão poupados para consumo futuro. O estudo foi divulgado na quarta-feira (19)

O programa Auxílio Brasil substituiu o Bolsa Família, extinto no ano passado, e teve suas primeiras parcelas mensais pagas aos beneficiários em 2022 a partir de terça (18).

Petrobras anuncia aumento nos preços da gasolina e do diesel

A Petrobras anunciou que aumentará os preços do diesel nas refinarias em 8% a partir desta quarta-feira (12), enquanto a gasolina vendida às distribuidoras terá aumento médio de 4,85%.

O diesel passará de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, enquanto a gasolina subirá de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro.

O reajuste é o primeiro após 77 dias. “A partir de amanhã a Petrobras fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras”, disse a companhia em nota publicada nesta terça-feira (11).

A alta nos combustíveis ocorre em momento em que os preços do petróleo Brent, tido como referência para o valor global do combustível, aparecem cotados em torno de R$ 460 (US$ 82 dólares), com alta de mais de 5% somente nos primeiros dias de janeiro.

Com a variação, a estatal estima que o aumento vai resultar em uma alta de R$ 0,11 na parcela da Petrobras no preço, de R$ 2,26 para R$ 2,37 a cada litro vendido nas bombas. Já para o diesel, a parcela arrecadada pela estatal no valor dos postos passará de R$ 3,01 para R$ 3,25 a cada litro vendido, variação de R$ 0,24 por litro.

“Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”, afirma a empresa.

R7 – Foto: Fábio Rossi

R7